Sem categoria

Guerra? O que os brasileiros que vivem nos EUA estão vivendo.

Quando as tensões entre Estados Unidos da América e Irã aumentaram, de imediato começaram a pipocar boatos e até mesmo “memes” nas redes sociais. Também não faltaram especulações sobre uma possível terceira guerra mundial. Mas como os cidadãos americanos estão reagindo? Há realmente uma preocupação com uma eventual guerra entre Estados Unidos e Irã ou ainda, o receio de um eventual atentado terrorista?

Sim e não.

É possível notar um aumento da presença policial nas ruas, como forma de prevenção a um possível atentado terrorista, até mesmo porque o país sofreu, em 2001, o pior ataque terrorista da história mundial.

Na última semana, o sistema de alerta de emergências (que interliga radio, TV, celulares e pagers em todo o país) e o sistema de sirenes das grande metrópoles, passaram a ser testados diariamente, o que é bastante incomum.

Os testes ocorrem, normalmente, na primeira quarta-feira de cada mês, exatamente ao meio-dia, seguindo o fuso-horário de cada estado. Além disso, um teste geral do sistema, com o acionamento simultaneo em todo o país, acontece somente uma vez ao ano e dura cerca de trinta segundos.

Na noite do dia 7 de janeiro, quando o Irã lançou um bombardeio sobre duas bases militares no Iraque, o sistema foi acionado com alerta máximo em todo o país. Não era um teste. A mensagem enviada era “Imminent air raid, seek shelter now”, ou… “Ataque aéreo iminente, procure abrigo imediatamente”. Segundos depois uma segunda mensagem informou que o alerta anterior deveria ser ignorado porque o acionamento do sistema foi acidental e ocorreu automaticamente assim que o lançamento dos mísseis, no Irã, foi detectado por radares americanos, antes mesmo que fosse conhecida a trajetória dos mísseis.

Há alguma preocupação sim, porém, não grande o suficiente para que a população altere a rotina ou deixe de levar uma vida comum, o que é bom.

Aqui é possível ver claramente que os orgãos do governo e as agências de inteligência e segurança nacional não estão medindo esforços para garantir a segurança do país e a tranquilidade de residentes e turistas.

(Thomas Banton-Ortega – brasileiro que vive há mais de 4 anos na Califórnia, EUA)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *