Sem categoria

Paraná reforça fiscalização na fronteira com Argentina

A medida atende normativa do Ministério da Agricultora, Pecuária e Abastecimento e é parte do protocolo de conquista pelo Paraná do status internacional de área livre da febre aftosa, sem vacinação.

Paraná reforçou a defesa agropecuária nas divisas com Santa Catarina e na fronteira com a Argentina, no Sudoeste do Estado. A medida é parte do protocolo de conquista do status internacional de área livre da febre aftosa sem vacinação.

Com o início do trabalho na região, o Estado passa a contar com fiscalização integral, 24 horas por dia, em toda sua extensão territorial, seja na divisa com outros estados ou na fronteira.

OCORRÊNCIAS – Foram registradas no período apenas duas ocorrências relacionadas à tentativa de entrada no Paraná com animais vacinados contra a febre aftosa. Ambos os carregamentos vinham de São Paulo e foram barrados pela regional de Siqueira Campos, no Norte Pioneiro.

NORMATIVA – O reforço na fiscalização na região obedece à Instrução Normativa 37, da Secretaria de Defesa Agropecuária, órgão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, publicada em 30 de dezembro do ano passado. É mais um passo para a declaração internacional do Paraná como livre da febre aftosa sem vacinação.

Leia mais: http://www.aen.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=105334&tit=Parana-reforca-fiscalizacaona-fronteira-com-Argentina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *