Sem categoria

MS fecha a fronteira após fuga de integrantes do PCC no Paraguai

(Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Equipes das polícias Militar, Civil e Rodoviária Estadual intensificaram o patrulhamento na região, segundo o governo sul-mato-grossense

Após a fuga de detentos ligados ao PCC do Presídio de Pedro Juan Caballero, na fronteira entre o Paraguai e o Brasil, o governo de Mato Grosso do Sul determinou o fechamento da fronteira no município de Ponta Porã, distante 323 km de Campo Grande.

Desde a madrugada, autoridades de segurança reforçaram o policiamento na região e iniciaram a caçada dos fugitivos. Os presos escaparam da cadeia neste domingo (19).

Equipes das polícias Militar, Civil e Rodoviária Estadual intensificaram o patrulhamento na região, segundo o governo sul-mato-grossense. Os investigadores localizaram camionetes queimadas em Sanga Puitã, distrito de Ponta Porã (foto em destaque).

“Imediatamente convocamos todas as policiais da região, Civil, Militar, Polícia Rodoviária Estadual. Também convocamos os policiais de folga. Assim que o dia clareou, até nosso helicóptero foi para lá”, contou.

Segundo ele, as equipes estão mobilizadas em Ponta Porã para o fechamento da fronteira e captura dos foragidos. O principal, na avaliação do secretário, é conseguir com as autoridades paraguaias a identificação dos homens que fugiram.

O secretário afirmou que já se sabe que há “vários brasileiros” no grupo. “A preocupação é grande, porque já vivemos em um clima violento naquela região. São cidades com alto índice de homicídios em 2019”, comentou.

De acordo com a Secretaria de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul, desde a madrugada o Departamento de Operações de Fronteira monitoram as rodovias. Policiais que estavam de folga foram convocados para a região de Ponta Porã. Carros, táxis e ônibus serão abordados e será feita uma varredura para localizar os fugitivos que possam ter vindo para o Brasil.

Leia mais: https://www.metropoles.com/brasil/ms-fecha-a-fronteira-apos-fuga-de-integrantes-do-pcc-no-paraguai

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *