Sem categoria

Fuga no Paraguai: Receita Federal inclui imagens de foragidos no sistema de dados, mas… quantas e quais imagens são?

No começo da tarde desta terça-feira (21), a Alfândega da Receita Federal do Brasil em Foz do Iguaçu divulgou uma nota à imprensa informando que: “atendendo à solicitação da Polícia Federal, o banco de dados do sistema “Fronteira Tech” foi alimentado com as imagens (cedidas pela Polícia Federal) dos prisioneiros que fugiram de um presídio em Pedro Juan Caballero na madrugada de domingo (19).

Na nota, a RF informou também que “a base de dados do sistema é permanente, de forma que, caso algum desses fugitivos tente entrar no Brasil, via Ponte Internacional da Amizade, o sistema imediatamente acusará um alerta para que as autoridades possam agir”.

De acordo com as informações divulgadas pela imprensa do Paraguai, na tarde de hoje, a Polícia Nacional não tem o registro fotográfico de 20 dos presos que ainda estão foragidos. Além disso, duas pessoas tiveram as fotos e os dados expostos erroneamente na lista dos fugitivos, logo após o escândalo da fuga na Penitenciária de Pedro Juan Caballero.

A chefe de Relações Públicas da Polícia Nacional Paraguaia, Elena Andrada, reconheceu o erro e também a falta dos registros fotográficos.

Diante dessa situação, solicitamos a Polícia Federal, dados sobre a quantidade de fotos que foram incluídas no sistema.

Também solicitamos informações sobre a fiscalização de pessoas que cruzam a fronteira de moto, com capacetes, uma vez que fomos informados que o reconhecimento facial vale apenas para quem entra no Brasil a pé.

Em resposta a Assessoria de Comunicação da Polícia Federal em Foz do Iguaçu afirmou que essas informações estão tramitando via inteligência e sob sigilo.

(Cris Loose)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *