Sem categoria

Coronavírus: estamos mesmo protegidos?

Aeroporto de Porto Iguaçu, na Argentina, hoje à tarde. (Foto: LaVozDeCataratas)

Entre anúncios de monitoramento e alertas, feitos pelos governos do Brasil, do Paraguai e da Argentina, será que estamos protegidos na tríplice fronteira?

Hoje o governo paraguaio informou que está monitorando 35 pessoas (paraguaios que voltaram da China) que podem estar com o coronavírus.

Já a Argentina anunciou controles, inclusive no aeroporto de Porto Iguaçu; e o Brasil, está fazendo alertas sonoros no aeroporto de Foz do Iguaçu.

No caso do Paraguai, funciona assim: passageiros provenientes da China estão sendo “monitorados”. Quem sentir algum sintoma ou problema respiratório, é orientado a entrar em contato imediatamente com as autoridades da saúde, por telefone. Enquanto isso, se a pessoa estiver infectada, o vírus se alastra tranquilamente.

Vale lembrar que muita gente pode entrar no Paraguai de outras maneiras, como pela Ponte da Amizade, por exemplo.

Na Argentina, no caso do aeroporto de Porto Iguaçu, também foi anunciado um controle preventivo. Mas, segundo a jornalista Kelly Ferreira, do LaVozDeCataratas, que esteve no local na tarde desta terça-feira (28), não havia nenhuma movimentação diferente. Apenas turistas viajando com máscaras.

Enquanto isso, no Brasil, onde já há três casos suspeitos, o que temos nos aeroportos administrados pela Infraero é apenas um alerta sonoro sobre os cuidados para evitar o vírus.

Assim como o cólera e como o H1N1, esse novo vírus não deverá ser contido. O que nós todos precisamos são de medidas que realmente garantam atenção e tratamento. Afinal, se ficarmos doentes, recorremos a quem?

Cris Loose

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *