Sem categoria

Preso no Brasil argentino que ficou rico com o contrabando de papel de seda

É frequente, na fronteira seca entre a Argentina (Bernardo de Irigoyen) e o Brasil (Santo Antônio do Sudoeste), no Paraná, a apreensão de produtos contrabandeados como camarões, lança-perfume, vinho e produtos de higiene pessoal. Mas nesta quinta-feira (13), os policiais prenderam um argentino acusado de contrabandear papel de seda.

Segundo os policiais, que participaram da “Operação Smole”, entre os mandados de prisão que foram cumpridos em várias cidades, estava o do argentino, chamado de “provedor”.

As investigações começaram em 2017, após a apreensão de uma carga de papel de seda, em Barracão, no sudoeste do estado. Depois, os policiais descobriram que o argentino teria movimentado R$ 2,3 milhões em três anos. O dinheiro seria do contrabando do papel.

O esquema contava também com o apoio de outras duas pessoas: um homem de Dionísio Cerqueira (SC) e outro de Santa Terezinha de Itaipu, que distribuíam o produto para o estado de São Paulo. Por ordem da Justiça Federal de Foz do Iguaçu, os três foram presos.

Leia mais: https://www.elterritorio.com.ar/cayo-en-brasil-misionero-que-se-hizo-millonario-con-el-papel-seda-59576-et

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *