Sem categoria

Olha o carnaval aí, gente!

Estamos a poucos dias do que costumam chamar de “o maior espetáculo da Terra”. Vem aí o Carnaval e com ele, alegria, risos, danças, música alta e um tanto mais de excessos  do que estamos acostumados.

E dá-lhe sol, bebida, aglomerações, má alimentação, sono irregular, beijos e encontros sexuais casuais, individuais e múltiplos. Afinal é a “Festa da Carne”, não é?

Não cabe aqui nenhum julgamento moral, apenas a constatação de que um cenário desses favorece a propagação de muitas doenças, ele elas a Aids.

Avançamos muito nas últimas décadas desde quando o fato de estar infectado com o HIV era considerado uma sentença de morte. Nos dias de hoje a infecção pelo vírus da AIDS se transformou numa  patologia crônica com tratamento disponibilizado pelo SUS de forma gratuita e em todo o território nacional.

Mas muito melhor que tratar a doença é tomar consciência de nossas atitudes, buscar a prevenção e evitar novos infectados.

Neste Carnaval, além da fantasia e da animação, leve junto com você camisinha e utilize se for ter relações sexuais. A camisinha você encontra de graça em qualquer unidade básica de saúde e provavelmente o produto será distribuído nas áreas de maior concentração de pessoas.

Lembre-se que sexo oral também transmite o HIV, que no sexo anal receptivo é maior o risco de contrair o vírus, e que no caso de exposição sexual desprotegida existe a possibilidade do uso do “coquetel” anti-HIV. Para a profilaxia pós-exposição você precisa procurar a unidade de referência 24 horas da sua cidade. No caso de Foz do Iguaçu esta unidade é o Pronto Socorro do Hospital Municipal.

E lembre-se:

Divirta-se e aproveite o carnaval, mas com prevenção.

(Foto: Arquivo pessoal)

Flávia Trench

Infectologista formada pela UEL, Mestre em Doenças infecciosas e parasitárias pela USP e Docente da Medicina da UNILA.

Contato: trench@unila.edu.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *