Sem categoria

Divisão de Proteção Animal do Paraguai pede que seja liberada a viagem de ônibus com mascotes

(Foto:Facebook)

A passagem de “Bella, o gato mochileiro” pelo Paraguai promete mudanças do lado de lá da fronteira.

Depois que o colombiano Jhon Alexander Galvis, dono do gato, contou das dificuldades que teve para chegar a Assunção, a Divisão Nacional de Proteção Animal solicitou a Dinatran (Divisão Nacional de Trânsito) que avalie novamente a regulamentação relacionada ao transporte de mascotes em linhas de ônibus nacionais e internacionais.

O chefe da Dinatran, Miguel Ojeda, disse que o órgão se baseia em uma resolução que regulamenta o transporte de passageiros, e que um dos artigos, o que trata dos “direitos e obrigações das empresas operadoras”, deverá ser reavaliado por técnicos para atender a Lei de Proteção Animal.

A Divisão de Proteção Animal alegou que o colombiano, que tem muitos seguidores nas redes sociais, contou que precisou caminhar quilômetros pelo Chaco paraguaio, até encontrar um ônibus que levasse ele e o Bella até Assunção. E também disse que o viajante reclamou da dificuldade para pegar um ônibus até Cidade do Leste, já que muitas empresas se recusaram a transportar o gato.

Por causa disso, e baseada na Lei de Proteção e Bem Estar Animal, a Direção Nacional de Defesa Animal está solicitando que o transporte de mascotes seja regulamentado no Paraguai.

Leia mais: https://www.lanacion.com.py/pais/2020/02/18/piden-a-dinatran-que-mascotas-puedan-viajar-en-buses-de-larga-distancia/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *