Sem categoria

Justiça condena ortopedistas da rede pública por captarem pacientes para consultórios particulares

(Imagem: Pixabay)

A Justiça julgou procedente ação proposta pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MPMT) e condenou dois médicos ortopedistas da rede pública de saúde, no município de Tangará da Serra (a 242 Km de Cuiabá), por ato de improbidade administrativa por receberem vantagens indevidas no uso de suas funções públicas. Consta na sentença, que os profissionais captavam pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), expedindo orçamentos para cirurgias ortopédicas e indicavam aos pacientes que procurassem seus consultórios particulares.

Os dois foram condenados à perda do cargo público, à suspensão dos direitos políticos por oito anos, além do pagamento de multa civil. Ambos também estão proibidos de contratar com o poder público ou receber benefícios fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente. Os médicos também respondem a ação penal.

Leia mais: https://olharjuridico.com.br/noticias/exibir.asp?id=42609&noticia=justica-condena-ortopedistas-da-rede-publica-por-captarem-pacientes-para-consultorios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *