Sem categoria

Síndrome metabólica em adolescentes é tema de pesquisa da Capes

(Foto: Pixabay)

Adolescentes pesquisados ficavam, em média, 3 horas/dia no computador.

Uma pesquisa da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) mostrou que adolescentes entre 12 a 17 anos de idade passam 3 horas por dia, em média, em frente a telas de computador, tablet, televisão, videogames e celular. A partir daí, os pesquisadores bolsistas da Capes estudaram uma relação este tempo sedentário e o desenvolvimento de síndrome metabólica.

 O foco do estudo, é a síndrome metabólica, que é uma constelação de fatores de risco que envolvem obesidade abdominal, questões relacionadas a diabetes, colesterol e pressão arterial elevada.

A primeira parte desse trabalho foi concluída e publicado recentemente no periódico holandês International Journal of Behavioral Nutrition and Physical Activity.

O trabalho faz parte do Estudo de Riscos Cardiovasculares em Adolescentes (Erica) e utilizou dados de 36 mil adolescentes de todo o país, na faixa etária de 12 a 17 anos, durante 2013 e 2014. Apurou-se então que o tempo médio em frente a telas foi de 3 horas diárias. Os pesquisadores informaram que foi percebida variação entre os entrevistados, desde jovens que preferiam não ficar diante de telas até adolescentes que passavam mais de 7 horas diante do computador ou celular.

Leia mais: http://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2020-02/sindrome-metabolica-em-adolescentes-e-tema-de-pesquisa-da-capes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *