Sem categoria

Balas de banana e cachaça valorizam cidades históricas do Litoral

Fábrica de cachaça Casa Poletto, em Morretes. (Foto: Arnaldo Alves / AEN)

As balas de banana de Antonina e a cachaça de Morretes são marcas fortes das duas cidades históricas do Litoral do Paraná, que ajudam a valorizar a cultura da região. Elas têm em comum a fabricação caprichada e dedicada dos produtores.

A cachaça tem registros de produção no Litoral paranaense desde 1733, época do Brasil Imperial, quando Dom Pedro II permitiu a instalação de um engenho em Morretes. A produção local contribui com cerca de 30% de todo mercado estadual. A cidade de 15 mil habitantes conta com três produtores com todos os registros oficiais do Ministério da Agricultura e produz cerca de 10 mil litros por mês.

BALA DE BANANA – As balas de banana de Antonina, outro produto típico do Litoral, também pleiteiam o reconhecimento do processo iniciado em 1979 e aprimorado na década de 80. As duas principais empresas da cidade produzem cerca de 16 toneladas por mês.

Cachaça, bala de banana, barreado e farinha de mandioca buscam para este ano a chancela de Indicação Geográfica do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), vinculado do Ministério da Economia. O selo agrega valor, amplia a visibilidade e abre mercado para os empresários expandirem seus negócios.

O Paraná conta com oito produtos com Indicação Geográfica reconhecida: o melado de Capanema; a erva-mate de São Mateus do Sul; o café do Norte Pioneiro; a goiaba de Carlópolis; o queijo colonial de Witmarsun; as uvas finas de Marialva; e o mel de Ortigueira e também da Região Oeste.

Leia mais: http://www.aen.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=105825&tit=Balas-de-banana-e-cachaca-valorizam-cidades-historicas-do-Litoral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *