Sem categoria

Em Curitiba, setor de bares, restaurantes e lazer deve ser ‘primeira vítima’ do Coronavírus

(Foto: Pixabay)

Os setores que dependem da circulação de pessoas para faturar, como os restaurantes, bares e os grandes eventos (sejam de lazer, esportivos, científicos ou mesmo de negócios), tendem a ser mais impactos por causa do coronavírus.

A Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (Abrabar), por exemplo, comenta que até o momento o setor ainda não foi impactado. Isso, no entanto, porque ainda não houveram casos confirmados em Curitiba ou no Paraná e também porque estamos no verão. Com a chegada do outono (20 de março) e, principalmente, do inverno (20 de junho), porém, a tendência é que essa situação se modifique.

De acordo com Fabio Aguayo, em 2009, quando houve o surto de H1N1, os bares e casas noturnas da cidade tiveram de lidar com uma queda de 40 a 60% no movimento.

Em nível nacional, um dos setores já impactados pela crise do coronavírus é o de produção de eletroeletrônicos. Segundo a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), 70% das empresas desse ramo já apresentam problemas no recebimento de materiais, componentes e insumos provenientes da China.

Ainda segundo a Abinee, a situação de desabastecimento é observada principalmente entre os fabricantes de produtos de Tecnologia da Informação (celulares, computadores, entre outros). 6% das indústrias já operam com paralisação parcial em suas fábricas, enquanto outras 14% já programaram paralisações para os próximos dias.

Leia mais: https://www.bemparana.com.br/noticia/coronavirus-pode-impactar-o-setor-de-bares-restaurantes-e-lazer-de-curitiba#.Xmdi9KNKjIV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *