Sem categoria

Paraguai: Dinac responsabiliza irmão de Ronaldinho por passaporte adulterado

(Foto: Dinac)

O presidente da Direção Nacional de Aeronáutica Civil (Dinac), Édgar Melgarejo, responsabilizou o irmão do ex-jogador pelo uso de documentos com conteúdo adulterado.

De acordo com as informações repassadas por Merlgarejo ao Ministério Público, as funcionárias da Dinac detidas por supostos vínculos com a entrada de Ronaldo de Assis Moreira e do irmão dele, Roberto, no Paraguai, não estão envolvidas com o caso.

Édgar Melgarejo, que se apresentou ao Ministério Público e disse que a responsabilidade é do irmão de Ronaldinho, e não delas.

O Secretário de Estado disse que foi Roberto quem entregou os documentos às trabalhadoras na hora em que eles entraram na sala Vip do Aeroporto Silvio Pettirossi. As duas foram detidas nesta terça-feira (10) por ordem do Ministério Público e, no total, já são 4 pessoas presas.

Nesta terça-feira, o Juiz Penal de Garantias, Gustavo Amarilla, confirmou a decisão de manter em prisão preventiva, tanto Ronaldinho Gaúcho quanto o irmão dele. A decisão foi tomada após uma audiência de revisão de medidas.

A defesa ofereceu como fiança, uma propriedade avaliada em US$ 800 mil, que pertenceria a um senhor de sobrenome Bittar Sabe. Ambos os irmãos permaneceriam em prisão domiciliar, à disposição da justiça, no local.

Porém, o Ministério Público não aceitou, e o pedido não foi aceito pelo Juiz.

Leia mais: https://www.ultimahora.com/dinac-responsabiliza-hermano-ronaldinho-y-deslinda-funcionarias-n2874152.html

Um comentário
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *