Sem categoria

São Paulo investiga mais 4 óbitos suspeitos de infecção por Covid-19

Casos ocorreram na mesma rede de hospital onde morreu primeira vítima.

Quatro óbitos estão sendo investigados em São Paulo por suspeita de infecção pelo novo coronavírus, Covid-19. A informação é do secretário de Saúde estadual de São Paulo, José Henrique Germann, e do infectologista David Uip, coordenador do Comitê de Contigência do Coronavírus em São Paulo.

Segundo o infectologista, os quatro óbitos foram registrados na mesma rede do Hospital Sancta Maggiori, que tem várias unidades. O primeiro óbito por Covid-19 no país ocorreu na unidade Paraíso, desta mesma rede. Trata-se de um homem de 62 anos, morador de São Paulo, que tinha diabetes e hipertensão e sem histórico de viagem. Esse paciente começou a sentir sintomas no dia 10 de março, foi internado no dia 14 e faleceu ontem (16). “Foi uma evolução rápida, da internação ao óbito”, falou Uip.

De acordo com Paulo Menezes, coordenador do Comitê de Operações de Emergências de São Paulo, até este momento foram confirmados 162 casos de coronavírus em todo o estado paulista, sendo 154 deles na capital e o restante em oito municípios da Grande São Paulo.

O infectologista David Uip disse que vai sugerir hoje (17), ao Ministério da Saúde, que mude o critério de tempo de quarentena, de 14 para 10 dias, pois especialistas têm detectado que, no Brasil, o período de incubação têm sido mais curto. “A média é de três a oito dias”, disse Uip. “Isso faz toda a diferença no impacto da força de trabalho, especialmente da saúde”, reforçou ele.

Outra coisa observada por especialistas em São Paulo foi que a gravidade da doença nos pacientes se estabelece entre o terceiro e o sétimo dia: “O indivíduo manifesta os sintomas e depois a gravidade. O que não quer dizer que ele não terá condições de se recuperar. Doente grave é uma coisa; óbito, outra. A grande maioria dos pacientes graves vai se recuperar”, disse Uip.

Leia mais: https://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2020-03/sao-paulo-investiga-mais-4-obitos-suspeitos-de-infeccao-por-covid-19

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *