Sem categoria

Coronavírus: o que está por trás do sucesso da Coreia do Sul para salvar vidas em meio à pandemia

O coronavírus se tornou oficialmente uma pandemia na quarta-feira (11), após um anúncio da Organização Mundial da Saúde (OMS). Para tentar impedir que o vírus alcance mais pessoas, os governos tomaram medidas drásticas.

A China, por exemplo, isolou várias cidades com milhões de habitantes e construiu hospitais em menos de uma semana para lidar com a emergência, enquanto o governo italiano decretou isolamento em todo o território peninsular. Os resultados têm sido diversos. Enquanto na China as medidas parecem ter conseguido frear o avanço acelerado do vírus, na Itália, os números de infectados e de mortes não param de crescer em escala exponencial.

Mas há um caso que está sendo tomado como exemplo de como lidar com o problema: o da Coreia do Sul. Apesar de ter um alto número de casos diagnosticados, o número de mortes no país até 16 de março foi de 75. Esse dado representa uma taxa de letalidade de 0,9% — menor que as taxas de Estados Unidos, Itália e Irã.

“A Coreia do Sul realizou uma campanha agressiva para combater o vírus. Disponibilizou todo o seu sistema de saúde para diagnosticar a presença da covid-19 nos habitantes de áreas críticas do país”, explica Bugyeong Jung, jornalista do serviço coreano da BBC.

Há um exemplo interessante sobre isso: Estados Unidos e Coreia do Sul anunciaram o primeiro caso de coronavírus em cada um deles no mesmo dia, 20 de janeiro. Mas até a semana passada, os americanos tinham feito teste em 4,3 mil pessoas em seu território. Já o país asiático chegou a 196 mil testes no mesmo período.

Quando a epidemia eclodiu, no final de 2019, no norte da China, os países vizinhos seriam os primeiros onde o novo vírus chegaria. Em 20 de janeiro, a Coreia do Sul confirmou a notícia do primeiro caso de coronavírus.

A estratégia, coordenada pelo Ministério da Saúde, foi estabelecida desde o primeiro dia: o objetivo era criar uma rede abrangente de diagnóstico e de redução da taxa de mortalidade.

Leia mais: https://www.bbc.com/portuguese/internacional-51877262

Um comentário
  1. Nelsa Breda

    O que as autoridades sanitárias estão esperando para fazer o que a Coréia do Sul fez?
    Aqui no Brasil, para saber se vc está com o vírus demora dez, quinze dias e enquanto isso vai contaminando dezenas de pessoas. Lamentável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *