Sem categoria

Plantão Coronavírus ganha reforço com novas linhas

(Imagem: Pixabay)

Central criada pela Vigilância em Saúde foi ampliada pelo Hospital Municipal.

O Plantão Coronavírus ganhou um reforço com novas linhas disponibilizadas pelo Hospital Municipal Padre Germano Lauck (HMPGL) de Foz do Iguaçu.

A central de atendimento foi criada em janeiro deste ano pela Vigilância em Saúde e agora foi ampliada com o atendimento de acadêmicos do curso de medicina da Unila. Os atendentes da Central 24 horas estão capacitados para oferecer todas as informações a respeito da Covid 19, e orientar a população sobre como e onde buscar atendimento.

Além do numero já existente (45) 99992-0550, também estão disponíveis os seguintes números: (45) 99997-5251; (45) 99997-5111 e (45) 99997-5150. O atendimento também pode ser feito via whatsapp.

“A ideia é evitar ao máximo a ida e aglomeração de pessoas ao hospital e as unidades de saúde. A maioria dos casos é leve, e autolimitada”, explica o diretor Técnico da instituição, Dr. Fábio Marques.

Nas orientações, a equipe do plantão, esclarece que as pessoas que tiverem resfriados e sintomas gripais leves devem permanecer em casa e comunicar as equipes de vigilância do município.

Já aquelas que apresentarem sintomas como febre alta, falta de ar, tosse seca, serão orientadas a procurarem o Hospital Municipal Padre Germano Lauck.

O Ministério da Saúde pede nesse momento, o distanciamento social, evitando sair de casa, locais com acúmulos de pessoas e aglomeração.

Quem deve utilizar as máscaras hospitalares?
A utilização de máscaras é recomendada para equipes médicas e pessoas com sintomas gripais. Não necessariamente um caso suspeito da Covid-19, mas qualquer pessoa que tenha sintoma gripal. Pessoas notificadas como suspeitas também devem utilizar as mascaras, bem como realizar a quarentena.

Quem deve fazer o teste para o Coronavírus?
Conforme recomendação do Ministério da Saúde, os testes são indicados somente para casos suspeitos, que apresentem sintomas da doença.

Todos os casos suspeitos, independentemente da realização do exame, são monitorados pela Vigilância Epidemiológica.

Com informações da Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *