Sem categoria

Itaipu ajuda a preparar Foz do Iguaçu e região para a fase pós-coronavírus

Construção da Ponte da Integração Brasil-Paraguai. (Foto: Rubens Fraulini/Itaipu Binacional)

Obras de infraestrutura que vão mudar o futuro de Foz e região estão dentro do cronograma.

A usina de Itaipu fez um plano de contingenciamento já prevendo o pós-covid-19. Internamente, Itaipu sistematizou o home office, conforme preconizam os protocolos da Organização Mundial da Saúde e do Ministério da Saúde, além de decretos municipais de distanciamento social no período da crise. As atividades vitais da usina foram mantidas, seja por teletrabalho ou presencialmente, quando isso é essencial, especialmente para a geração de energia. Nesse caso, equipes atuam em sistema de escala.

As obras

São cerca de R$ 700 milhões em investimentos da Itaipu em obras estruturantes. O cronograma das obras está em ritmo normal e, em alguns casos, até adiantado.No caso da Ponte da Integração Brasil-Paraguai, a concretagem da primeira fase está pronta no lado brasileiro. A construção da Perimetral Leste, a artéria que sustentará uma nova organização da logística da cidade, também está sendo impulsionada e deve começar em setembro.

O cronograma do mercado público municipal, que sofreu atraso por problemas com a antiga empreiteira, agora segue o ritmo normal. Outras obras estão adiantadas: a segunda etapa da ciclovia da Avenida Tancredo Neves; o calçamento e a ciclovia do “Zerinho”, na região do Charrua; o prolongamento da Avenida Beira-Rio e a revitalização dos rios Almada e Boicy; e as reformas do aeroporto – prolongamento da pista, ampliação do pátio de manobras e duplicação do acesso entre a BR-469 e o terminal aéreo. As melhorias do turismo interno, que passam por uma repaginação, também já começaram.

A usina se prepara para iniciar as obras das futuras instalações da Delegacia da Mulher, da Delegacia do Turista, do Instituto de Identificação e da revitalização do Gramadão da Vila A, além das reformas no Hospital Costa Cavalcanti, que já estão em andamento.

Itaipu também prevê investir na duplicação da Rodovia das Cataratas (BR-469), uma reivindicação de mais de 20 anos e que resolveria um dos grandes gargalos do acesso ao Parque Nacional do Iguaçu e ao Aeroporto Internacional, que recebem em tempos normais milhares de turistas.

Com informações da Itaipu Binacional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *