Sem categoria

‘Sairemos do ministério juntos’, afirma Mandetta, que diz não aceitar demissão de secretário

Secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira, pediu demissão diante da iminência da substituição do ministro, que entrou em conflito com o presidente Jair Bolsonaro.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou na tarde desta quarta-feira (15) que ele e os secretários que o auxiliam entraram juntos no ministério e sairão juntos.

Mandetta fez a afirmação durante entrevista coletiva ao lado do secretário-executivo do ministério, João Gabbardo, e do secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira.

Mais cedo, nesta quarta, Wanderson de Oliveira pediu demissão em razão da provável saída de Mandetta do ministério devido às divergências com o presidente Jair Bolsonaro sobre o isolamento social como forma de conter a epidemia de coronavírus. Mandetta defende o isolamento amplo.

“Entramos no ministério juntos, estamos no ministério juntos e sairemos do ministério juntos”, disse o Ministro.

Embora o secretário tenha oficializado a demissão, Mandetta afirmou que não aceita, informou o G1.  

Na entrevista, Mandetta afirmou que deixará o ministério em três situações:

  • “Uma, quando o presidente não quiser mais o meu trabalho”;
  • “Segundo, se eventualmente, imagine que eu pegue uma gripe dessa e tenha que ser afastado por forças alheias”;
  • “Terceira, quando eu sentir que o trabalho feito já não é mais necessário porque de alguma maneira passamos por esse estresse.”

Segundo o ministro, todas as alternativas continuam válidas.

Durante a entrevista, Mandetta admitiu que sairá. Segundo ele, “isso é uma coisa pública”. De acordo com o ministro, “ninguém é dono da verdade” e existem “visões diferentes” entre ele e Bolsonaro.

“O importante é que, seja lá quem o presidente colocar no Ministério da Saúde, que ele confie e que ele dê as condições para que a pessoa possa trabalhar baseada na ciência, nos números, na transparência dos casos. Para que a sociedade possa, junto com seus governadores e seus prefeitos, tomar suas melhores decisões.”

Leia mais: https://g1.globo.com/politica/noticia/2020/04/15/sairemos-do-ministerio-juntos-afirma-mandetta-sobre-secretarios.ghtml

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *