Sem categoria

Itaipu e PTI vão ajudar a monitorar os rios do Paraná

(Foto: Rubens Fraulini/Itaipu Binacional)

A assinatura de protocolo de intenções foi feita remotamente, em Foz do Iguaçu e Curitiba, nesta quarta-feira (22).

A Itaipu Binacional, o Parque Tecnológico Itaipu (PTI) e a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) vão trabalhar juntos em uma série de ações voltadas à ampliação da qualidade ambiental nas bacias hidrográficas do Paraná 3 (BP3) e dos rios Ivaí, Piquiri e Silva Jardim.

O protocolo prevê ações como o compartilhamento de dados sobre a qualidade da água na região, além de investimentos em infraestrutura de saneamento e recuperação ambiental. Estão previstos ainda planos municipais de segurança hídrica e a implementação de tecnologias inovadoras de tratamento de afluentes das estações de tratamento de esgoto.

A parceria vai beneficiar indiretamente os municípios lindeiros ao reservatório de Itaipu e diretamente municípios como Missal, Ramilândia, Medianeira e Serranópolis do Iguaçu, todos no Oeste Paranaense. Além disso, a recuperação ambiental das bacias hidrográficas reduzirá a carga de poluentes e de sedimentos nas águas, ampliando a vida útil do lago de Itaipu.

Segurança de barragens

O protocolo também prevê o compartilhamento da experiência da Itaipu e do PTI na área de segurança de barragens. As ações da empresa serão levadas às barragens da Sanepar de Iraí, Passaúna e Piraquara I e II.

Sediado no PTI, o Centro de Estudos Avançados em Segurança de Barragens (Ceasb) há 12 anos desenvolve pesquisas preventivas voltadas para auxiliar as ações que a Itaipu desenvolve sobre o tema e que tornaram a barragem da hidrelétrica uma das mais seguras do mundo.

Com informações da Itaipu Binacional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *