Sem categoria

Mais de 1.600 paraguaios já retornaram ao país, pela Ponte da Amizade

Paraguaios na Ponte da Amizade (Foto: Centro Interinstitucional de Apoio ao Ministério da Saúde)

Mais de 1.600 paraguaios retornaram ao país de origem pela Ponte da Amizade. Todos tiveram que manter a quarentena de saúde obrigatória por 14 dias.

O ministro Emilio Fuster, que integra o Centro de Coordenação Institucional em Apoio ao Ministério da Saúde, informou que entre sexta (24) e sábado (25) cerca de 200 compatriotas entraram pela Ponte, que já é o principal ponto de chegada dos paraguaios que estão fora do país.

Devido ao fechamento das fronteiras determinado pelo governo para mitigar a expansão do Covid-19, os paraguaios recebem assistência enquanto aguardam a liberação para entrarem no país. Mais de 2 mil pessoas já passaram pelos abrigos temporários montados para a quarentena, inclusive paraguaios que entraram por outros pontos da fronteira ou que chegaram ao país em voos humanitários.

O último relatório indica que 557 pessoas já completaram a quarentena, informou o ministro Fuster. Neste domingo (26) 65 paraguaios estão na ponte. Eles recebem comida e água.

O ministro Federico González, assessor presidencial, informou que, com o fechamento das fronteiras em todo o país, o governo tem três condições principais de entrada: situação humanitária (onde mulheres e crianças entram), saúde e situação de vulnerabilidade econômica.

Leia mais: https://www.ip.gov.py/ip/mas-de-1-600-compatriotas-ingresaron-por-el-puente-de-la-amistad-y-cumplen-cuarentena-obligatoria/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *