Sem categoria

Paraguai e Brasil avaliam ações para mitigar os efeitos da seca no rio Paraná

(Foto: MRE)

Representantes de ambos os países avaliaram alternativas diante da baixa vazão no rio Paraná, devido à seca que atinge a bacia hidrográfica. A reunião foi realizada na sexta-feira (24) e um novo encontro está agendado para terça-feira (28).

Na reunião, foram avaliadas medidas para manter a vazão em 12.000 metros cúbicos por segundo, durante 6 dias, para permitir que o nível do rio fique entre 1,20 e 1,40 metro, acima da barragem de Yacyretá. A medida criaria uma “janela” para o transporte fluvial de produtos.

Também foram avaliadas as projeções meteorológicas para a bacia do Paraná nos meses seguintes, bem como os níveis de precipitação, variabilidade hidrológica, capacidade de resposta do sistema regulador e outras questões.

Até o momento, existem 200 mil toneladas de produtos carregados em 10 comboios de barcaças no valor de 60 milhões de dólares no rio Paraná. Também está pendente uma exportação de 75 mil toneladas de arroz (com alto impacto no setor produtivo), que representa cerca de 20 milhões, acrescentou o Ministério das Relações Exteriores do Paraguai.

Leia mais: https://www.ip.gov.py/ip/paraguay-y-brasil-evaluan-acciones-para-mitigar-efectos-de-bajante-del-parana/

Um comentário
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *