Sem categoria

Ministro nega irregularidades na Ponte da Amizade e destaca trabalho das forças públicas

(Foto: Agência IP)

O Assessor de Assuntos Internacionais da Presidência do Paraguai, Federico González, indicou que a visita de ontem (4) à área da Ponte da Amizade reforçou o trabalho das forças públicas para manter o fechamento das fronteiras e a entrada ordenada de compatriotas para cumprir os quarentena obrigatória no país.

Ele indicou que as acusações de suborno para permitir que as pessoas entrem são falsas e afetaram muito o espírito das unidades no local. Observou também a visita do presidente paraguaio,Mario Abdo, nesta segunda-feira (4), representou o apoio do Poder Executivo aos servidores que atuam na fronteira.

Em relação aos dois casos com supostas irregularidades divulgados na imprensa, ele indicou que “ambos já foram esclarecidos”.

De acordo com González, um dos casos, que envolve a saída e o retorno ao país de um carro branco, tem relação com um homem com deficiência que faz diálise em Foz do Iguaçu três vezes por semana e possui a autorização correspondente.

No outro caso, uma promotora da justiça que chegou à Ponte acompanhada da família, esperou com os outros compatriotas para entrar no Paraguai e vem cumprindo a quarentena obrigatória, esclareceu.

González também integra a Comissão Interinstitucional no Conselho de Defesa Nacional (Codena), que monitora a situação da fronteira dia após dia. Ele indicou que os últimos relatórios demonstraram que 2.800 compatriotas já entraram do exterior e estão em conformidade com a quarentena.

Desse número, cerca de 800 completaram a quarentena com sucesso, testando o negativo do Covid-19, disse ele à Rádio Nacional. Os últimos relatórios do Ministério da Saúde indicam um aumento progressivo nos casos de Covid-19 desde a última sexta-feira. No total, são 149 novos casos, dos quais 145 correspondem a compatriotas que retornaram do exterior e que estão em abrigos.

Leia mais: https://www.ip.gov.py/ip/ministro-desmiente-ingresos-irregulares-por-puente-de-la-amistad-y-destaca-labor-de-fuerzas-publicas/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *