Sem categoria

Projeto da UFSM produz maçanetas do tipo “hands free”

O Colégio Técnico Industrial da UFSM (CTISM), juntamente com um grupo de voluntários de outras instituições, está produzindo maçanetas do tipo “hand free” (que não necessitam do uso das mãos para abrir uma porta). Elas têm como destino o Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM), no Rio Grande do Sul.

O projeto das maçanetas “hands free” surgiu de uma demanda do HUSM. Ao preparar a área de isolamento para o atendimento dos casos de pacientes com COVID-19, e também de outras áreas críticas do hospital, notou-se que a abertura das portas por maçanetas convencionais representava um grande risco de contaminação. Para solucionar este problema, foi projetado por professores do CTISM um dispositivo que pode ser instalado em fechaduras normais, permitindo a abertura e fechamento da porta sem tocá-las com as mãos.

A fabricação é por meio de impressoras 3D. O modelo projetado tem a vantagem de ser muito flexível, fato que permite adaptá-lo facilmente aos diferentes tipos de maçanetas. Porém, sua confecção é demorada, necessitando cerca de quatro horas para finalizar cada par.

A Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) apoiou o projeto fornecendo 10 fechaduras, para facilitar o início da instalação. Os dispositivos “hands free” são adaptados e moldados às maçanetas.

Até o momento, cerca de 18 maçanetas “hands free” foram produzidas e entregues no HUSM, que ainda verifica o número de itens que serão necessários para todas as portas. Além disso, já começam a chegar demandas de outras instituições de saúde da cidade, interessadas no projeto. 

“Certamente, assim como outros projetos que foram desenvolvidos, outras localidades da região poderão realizar pedidos, uma vez que, em se tratando da pandemia COVID-19, é essencial a prevenção não somente relacionada às vias aéreas, mas também às medidas ambientais efetivas que inibem a contaminação pelo contato.” comenta Fernando Mariano Bayer, professor do CTISM e participante no projeto.

A produção de dispositivos para maçanetas tipo “hands free” é uma das ações apoiadas por voluntários no mundo todo. Em Santa Maria,  surgiu como parte de um projeto maior, iniciado pelo professor Lucas Vizzotto Bellinaso da Engenharia Elétrica da UFSM, com o foco em produzir protetores faciais através de impressão 3D, como parte do Projeto Higia coordenado pela professora Maria Elizete Kunkel da UNIFESP.

O projeto recebe apoio do Hospital Universitário de Santa Maria, Lauduz, Lions, Planalto, Viação Santa Cruz e Polícia Civil.

Leia mais: https://www.ufsm.br/2020/04/29/projeto-da-ufsm-produz-macanetas-do-tipo-hands-free/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.