Sem categoria

Acelera Foz: retomada da economia passará pelo incremento no turismo e inovação

São sete eixos de ação e oito parceiros envolvidos no Programa.

Depois da primeira fase de obras estruturantes, iniciada pela margem brasileira da Itaipu Binacional em 2019, em parceria com os governos federal, estadual e municipal, vem aí a próxima fase para ordenar o crescimento da economia da cidade e região. Com atuação em sete eixos e a união de oito instituições parceiras, o Programa Acelera Foz pretende colocar a cidade num novo ciclo de desenvolvimento.

O programa foi lançado nesta quarta-feira (13), por videoconferência, com transmissão pelo canal da Itaipu no Youtube também pelo perfil do Parque Tecnológico Itaipu no Facebook e para detalhar melhor o projeto, será iniciada uma série de lives, nas quais o público poderá interagir e tirar todas as dúvidas.

(Foto: Kiko Sierich)

Parceiros – O Programa Acelera Foz é parte de um plano de retomada econômica e tem a coordenação estratégica do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de Foz do Iguaçu (Codefoz), Itaipu Binacional, Parque Tecnológico Itaipu (PTI), Prefeitura de Foz, Sebrae, Programa Oeste em Desenvolvimento, Associação Comercial e Empresarial de Foz do Iguaçu (Acifi) e Conselho Municipal de Turismo (Comtur).

Recursos – Os recurso previstos inicialmente no Acelera Foz por parte da Itaipu e do PTI é de pouco mais de R$ 22 milhões. Juntado a primeira onda de investimentos iniciados pela Itaipu, são mais de R$ 900 milhões. O retorno esperado com a participação de outros investidores é a movimentação de mais de R$ 435 milhões na cidade, em médio prazo.

Eixos do Programa – Obras Estruturantes, Plano Estratégico de Marketing para Foz do Iguaçu, Retomada Econômica do Turismo, Educação e Qualificação Empreendedora, Incentivo à Inovação e Atração de Investimentos, Apoio à Produção e Comercialização e Políticas Públicas.

A partir de 2021 a projeção prevista por Itaipu e pelos parceiros do Acelera Foz é de pelo menos igualar os números registrados antes da pandemia. Em 2022, Foz passaria a receber 4 milhões de turistas por ano, praticamente o dobro do que recebia até 2019.

Com informações da Itaipu Binacional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *