Sem categoria

‘Vovó selvagem’: senhora de 95 anos passa 26 horas sozinha na mata após sair de casa no RS

Buscas por Natália de Souza mobilizaram a comunidade. Idosa foi encontrada no meio do mato, comendo bergamota, após passar a noite em uma cama de folhas.

Por 26 horas, mais de 50 pessoas da comunidade de Salto, no município de Parobé, na Região Metropolitana de Porto Alegre, se embrenharam na mata para buscar a idosa Natália de Souza, de 95 anos. Do pátio de casa, onde comia bergamotas, a senhora se levantou (num momento em que a filha entrou na casa) e saiu caminhando rumo ao mato, na tarde de sexta-feira (22).

Ela foi encontrada no dia seguinte, sentada em um galho de árvore, a cerca de 3 km de onde saiu. Também comia uma bergamota. Estava tranquila, lúcida, como diz a família. Questionada se iria voltar para casa, respondeu: “talvez”.

Familiares, amigos e policiais participaram das buscas que foram suspensas à noite, devido ao frio e à chuva.

Conforme o neto, Diego Rodrigues, Natália fez uma cama de folhas, encostada em uma pedra, e dormiu lá. Para se alimentar, encontrou laranjas e bergamotas cultivadas na mata.

A idosa morou a vida inteira no local chamado Beco Schiling, na localidade de Salto, como explica o neto. Ele acredita que a mulher deixou a residência onde vive com uma das filhas e o genro, sem avisar ninguém, para chegar até a outra casa da família.

Após o reencontro, Natália foi examinada por um médico. Estava bem, sem nenhum ferimento ou problema de saúde causado pela noite ao relento.

Leia mais: https://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2020/05/25/vovo-selvagem-senhora-de-95-anos-passa-26-horas-sozinha-na-mata-apos-sair-de-casa-em-parobe.ghtml

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *