Sem categoria

PF investiga servidores públicos envolvidos em esquema de contrabando de cigarros

PF deflagou a Operação Arithmoi, 4ª fase da operação Nepsis, para investigar participação de policiais civis em esquema de contrabando de cigarros paraguaios.

A Polícia Federal, com apoio da Corregedoria da Polícia Civil do Estado de Mato Grosso do Sul, deflagrou na manhã desta quinta-feira (28) a Operação Arithmoi, quarta fase da Operação Nepsis.

Cerca de 60 policiais federais deram cumprimento a 11 mandados de busca e apreensão, nos municípios de Amambai, Iguatemi, Itaquiraí, Naviraí e Ponta Porã, expedidos pela 2ª Vara Federal de Ponta Porã.

A ação teve por objetivo angariar elementos de prova referentes ao pagamento de vantagens indevidas a um núcleo de policiais civis do Estado de Mato Grosso do Sul descoberto a partir da identificação de listas de contabilidade contendo registros de pagamento a alguns  policiais civis da região conhecida como “Cone Sul”.

As referidas listas foram encontradas em documentos e celulares apreendidos em posse de membros da Organização Criminosa conhecida como “Máfia do Cigarro”, a qual foi alvo da primeira fase da Operação Nepsis, deflagrada em 22/09/2018.

Sete servidores da Polícia Civil foram identificados como possíveis líderes regionais do esquema de distribuição de valores realizados pela “Máfia dos Cigarros” para a facilitação do contrabando. Cinco deles tiveram a suspensão da função pública decretada cautelarmente pelo juízo, ao passo que os outros dois já se encontram aposentados.

A organização criminosa formou um verdadeiro consórcio de grandes contrabandistas, com a criação de uma sofisticada rede de escoamento de cigarros contrabandeados do Paraguai.

Leia mais: http://www.pf.gov.br/imprensa/noticias/2020/05-noticias-de-maio/pf-investiga-servidores-publicos-envolvidos-em-esquema-de-contrabando-de-cigarros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *