Sem categoria

Dia Mundial da Bicicleta celebra meio de transporte sustentável e flexível

(Foto: Pixabay)

Data, marcada neste 3 de junho, realça mais movimento sobre as duas rodas durante pandemia; OMS, recomenda o ciclismo como forma de transporte e de exercício de saúde durante crise da Covid-19.

Neste Dia Mundial da Bicicleta, o meio de transporte está sendo comemorado em duas mãos: como uma forma saudável de exercício e de movimentação autorizada durante a crise global de Covid-19.

Com a restrição sobre a maioria de atividades e movimentos por causa do isolamento social, o transporte sobre duas rodas tornou-se também uma oportunidade de recreação para muitas pessoas em grandes centros urbanos. 

As bicicletas são confiáveis, ambientalmente corretas e podem ser adquiridas, em muitas partes do mundo, por um preço acessível.  Várias cidades estão investindo nesse meio de transporte com bicicletas de aluguel.

Pedalar ajuda na promoção de cidades saudáveis e de cidadãos ativos. A bicicleta também evita a poluição causada por carros e outros veículos que utilizam combustíveis fósseis.

Cidades do futuro – Neste Dia Mundial da Bicicleta, as Nações Unidas pedem a governos que melhorem a segurança nas estradas e nas ruas para proteger os ciclistas e integrá-los em projetos de infraestrutura e transporte.

Medidas para salvaguardar pedestres e ciclistas devem ser parte do planejamento das cidades para o futuro. O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Pnuma, ajuda governos e partes interessadas em países em desenvolvimento a investirem em ciclovias e outros passos de infraestrutura para a maioria das pessoas: que caminham e andam. 

Milhões de cidadãos utilizam a bicicleta como seu principal meio de transporte por opção ou necessidade.  Neste Dia Mundial da Bicicleta, a agência da ONU lembra que o transporte sobre duas rodas ajuda na mobilidade e na conectividade urbanas além de ser uma fonte limpa, sem emissões de dióxido de carbono. O Dia foi declarado pela Assembleia Geral em 2018.

Leia mais: https://news.un.org/pt/story/2020/06/1715502

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *