Sem categoria

Rio Paraná: 170 embarcações escoaram 238.800 toneladas de mercadorias do Paraguai

(Foto: IP/Reprodução)

A água liberada pela Usina Hidrelétrica de Itaipu ajudou a aumentar o fluxo do rio Paraná para que as barcaças pudessem navegar novamente e levar os produtos paraguaios aos portos de destino.

De acordo com o Paraguai, isso dinamizou a economia, uma vez que 170 barcos conseguiram remover 238.800 toneladas de mercadorias durante os 12 dias da operação.

A Câmara Paraguaia de Exportadores e Comerciantes de Cereais e Oleaginosas (Capeco) afirmou que essa operação só foi possível com a abertura das comportas da Itaipu, iniciada em 18 de maio e encerrada no sábado (30).

O Ministério das Relações Exteriores (MRE) solicitou a abertura das comportas, para garantir as condições adequadas para a navegação na hidrovia Paraguai – Paraná.

A Capeco observou que a colaboração da Itaipu, de Yacyretá e da Comissão Mista Paraguai-Argentina do rio Paraná (Comip), “ajudou a salvaguardar as exportações de alimentos e, assim, dinamizar toda a cadeia agrícola, a mais importante da economia paraguaia”.

A exportação das mercadorias possibilitou gerar um impacto positivo nas atividades no campo, silos, transportes, portos, companhias de navegação, entre outros, disse Hugo Pastore, vice-presidente da Capeco. Ele destacou que, do total exportado, cerca de 200.000 toneladas correspondem à soja.

Pastore também afirmou que nas próximas semanas o fluxo do rio Paraná poderá diminuir novamente e é necessário que o governo paraguaio defina um plano para superar esse problema e garantir o escoamento dos produtos paraguaios.

Leia mais: https://www.ip.gov.py/ip/un-total-de-170-embarcaciones-pudieron-sacar-238-800-toneladas-de-mercaderias-por-el-rio-parana/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *