Sem categoria

Robôs de desinfecção de ambientes vão garantir visita segura na retomada no turismo da Itaipu

Dois modelos vão auxiliar no processo de descontaminação dos espaços internos e externos do Complexo Turístico Itaipu (CTI).

A tecnologia será uma importante aliada no processo de retomada das atividades do Turismo Itaipu, que acontece a partir da próxima quinta-feira, 11. Para assegurar as condições sanitárias necessárias no enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19), a binacional está investindo em inovações, como é o caso do uso de robôs para a desinfecção de ambientes. Além dos robôs, a equipe de atendimento do Complexo Turístico Itaipu passou por uma capacitação e todos os demais cuidados foram adotados para a recepção do visitante.

Os dois modelos que vão auxiliar no processo de descontaminação dos ambientes internos e externos do Complexo Turístico Itaipu (CTI) já foram devidamente testados e validados após um desenvolvimento conjunto que envolveu a Itaipu Binacional, por meio da Superintendência de Informática, o Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR) e a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste).

A primeira solução conta com a tecnologia de radiação ultravioleta do tipo C (UVC), capaz de destruir a capa proteica e o material genético de qualquer tipo de vírus, assim como fungos e bactérias. Esse mesmo tipo de tecnologia deve ser utilizado para a descontaminação dos ônibus utilizados no transporte dos visitantes.

(Foto: Kiko Sierich/PTI)

Já o outro modelo, mais tradicional, permite a pulverização da solução de produtos de limpeza. Ambas as soluções podem funcionar tanto em modo automático como por controle remoto, via aplicativo. Além do CTI, o Hospital Municipal Padre Germano Lauck também deve receber, em breve, dois modelos semelhantes para auxiliar no processo de esterilização do local.

(Foto: Kiko Sierich/PTI)

“A Itaipu Binacional está medindo todos os esforços para apoiar iniciativas que ajudarão a sociedade a enfrentar o novo momento que viveremos. Esta é mais uma ação que em conjunto com a tecnologia tornaremos os espaços físicos mais seguros”, destacou o superintendente de Informática da Itaipu, Everton Schonardie Pasqual.

O Prof. Me. Antonio Marcos Hachisuca “Shiro”, da Unioeste, explica que o projeto exigiu a adaptação de uma outra iniciativa: “Com a suspensão das atividades acadêmicas no mês de março, e pensando como poderíamos ajudar no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, surgiu a ideia de adaptarmos os robôs desenvolvidos para uso rural (de pulverização apresentado no Show Rural) na desinfecção de espaços externos”.

Lucas Caravaglia e Caio Cezar nas Neves Moreira, universitários do curso de Ciência da Computação da Unioeste, foram responsáveis pela adaptação da programação dos robôs para a nova finalidade e o funcionamento de forma autônoma. Coube ao aluno do curso de Engenharia Mecânica, Eduardo Dimas, a adaptação mecânica do robô.

CovidPR – Outra novidade tecnológica nesta retomada do Turismo Itaipu deve ser o uso massivo do aplicativo CovidPR. Ele já é utilizado em Foz do Iguaçu como ferramenta de apoio para os agentes de saúde, possibilitando o acompanhamento remoto dos sintomas das pessoas que utilizarem o APP, incluindo recomendações sobre a necessidade de encaminhamento ao hospital ou quarentena domiciliar.

No caso da Itaipu, todo visitante deverá baixar o aplicativo para informar a sua situação de saúde, ou responder a um formulário eletrônico aplicado pela equipe do Complexo Turístico Itaipu (CTI), que é uma das barreiras sanitárias instaladas estrategicamente pelo município no combate ao Covid-19.

A solução foi desenvolvida por um grupo de voluntários formado por colaboradores do PTI-BR, da empresa STAC, estudantes e egressos da Unioeste, além de representantes da Prefeitura. O PTI também disponibilizou a infraestrutura do Data Center Tércio Pacitti para hospedar a solução.

Com informações da Itaipu Binacional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *