Sem categoria

Festa particular clandestina é interrompida em São Leopoldo (RS)

(Foto: Guarda Municipal de São Leopoldo/Divulgação)

Participantes deixavam os veículos a 100 metros do local e eram levados pelos organizadores ao local para evitar suspeitas. Segundo a Guarda Municipal, 80 pessoas participavam do evento.

Uma festa particular clandestina foi interrompida na madrugada deste domingo (7) no bairro Campina, em São Leopoldo, Região Metropolitana de Porto Alegre. O evento começou à 1:00 e foi encerrado por volta das 2:30, após a chegada dos agentes da Guarda Municipal.

Eles foram informados da realização da festa por meio de denúncias anônimas. Na ação, os guardas tiveram o apoio da Brigada Militar e de fiscais da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Turístico e Tecnológico (Sedettec). A forma como ocorria o ingresso do público, para evitar qualquer tipo de suspeita, surpreendeu os agentes.

“Na frente da casa não havia nada. As pessoas paravam os carros a 100 metros dali e eram buscadas pelos organizadores. Por isso, não havia nenhum sinal de movimentação no local”, explica o coordenador da Guarda Municipal de São Leopoldo, Wagner Pires.

Cerca de 80 pessoas, a maioria sem máscaras, foram flagradas no interior da casa.

“Parece que as pessoas relaxaram. É só caminhar nas ruas para ver. As pessoas relaxaram”, lamenta Pires.

A festividade desta madrugada foi a sexta deste tipo encerrada pela Guarda Municipal da cidade desde o início da pandemia. E, segundo o coordenador, a que tinha o maior número de integrantes.

Os participantes da festa foram revistados e liberados. O organizador foi notificado e multado por descumprir o decreto municipal que proíbe aglomerações em meio à pandemia de coronavírus.

Segundo o último boletim da Secretaria Municipal de Saúde, divulgado no sábado (6), São Leopoldo tem 347 casos de coronavírus. Destes, 241 estão recuperados.

Leia mais: https://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2020/06/07/festa-particular-clandestina-e-interrompida-em-sao-leopoldo.ghtml

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *