Sem categoria

Usina de Itaipu bate recorde de produtividade no acumulado do ano

(Foto: Patrícia Iunovich)

Com a diminuição do consumo em abril e maio, a Itaipu registrou recorde de produtividade de todo o histórico.

A usina hidrelétrica de Itaipu chegou nesta quinta-feira (11), feriado de Corpus Christi, à marca dos 35 milhões de megawatts-hora (MWh) no acumulado do ano.

Essa produção seria suficiente para atender o consumo do planeta por 13 horas e meia; o Brasil, por mais de 26 dias; a cidade de São Paulo, por 15 meses; o Paraguai, por dois anos e cinco meses; o estado do Paraná, por 13 meses e 12 dias. Ou ainda, por um ano, 60 cidades do porte de Foz do Iguaçu, com uma população estimada em 253 mil habitantes.

Com a otimização dos recursos, matéria-prima, a água para a geração de energia, e sincronismo da área técnica, operação e manutenção, em abril e maio, a Itaipu registrou recorde de produtividade de todo o histórico.

Neste ano, a usina inclusive fez uma operação de abertura controlada do vertedouro por doze dias para ajudar a melhorar o nível do rio abaixo do reservatório. A medida negociada pelas chancelarias do Brasil, Paraguai e Argentina, foi adotada para ajudar a navegabilidade e escoamento da safra dos países vizinhos. Por causa da pandemia da Covid-19 e, consequentemente, pouca demanda, não houve prejuízo para a geração.  

Com informações da Itaipu Binacional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *