Sem categoria

Polícia faz buscas atrás de agricultor brasileiro que teria sido sequestrado no Paraguai

O agricultor segue desaparecido. (Foto: Gentileza)

Neste domingo (14) as autoridades deram mais detalhes sobre o assalto e o suposto sequestro de fazendeiro brasileiro no distrito de Tava’i, departamento de Caazapá (PY). O crime ocorreu no sábado (13).

O capataz da fazenda, Eduardo Rey Molas Rivas, de 59 anos, foi mantido refém e foi liberado durante a fuga. Já o proprietário da fazenda, o brasileiro Luis Carlos Tamiozzo, de 61 anos, continua desaparecido, segundo informou o jornalista Edgar Medina.

A versão do capataz

O capataz disse às autoridades que, por volta das 9:00 do sábado, ele foi surpreendido por duas pessoas armadas, que o amarraram e pediam dinheiro. Eles também perguntaram pelo proprietário da fazenda.

Ele acrescentou que uma terceira pessoa chegou à propriedade e disse para ele se acalmar. Também falou que quando o proprietário chegou, os assaltantes o ameaçaram e exigiram US$ 50.000,00. O brasileiro teria dito que não tinha toda a quantia.

Um dos assaltantes foi até os fundos da casa e disparou três tiros. Sem acordo, o capataz e o patrão foram levados pela quadrilha, no veículo do fazendeiro. Cerca de um quilômetro depois o empregado foi liberado.

No local, segundo ele, um dos assaltantes saiu do veículo e pegou uma moto que estava escondida no meio da plantação.

De acordo com o capataz, após retornar para a propriedade ele encontrou com o sobrinho do brasileiro, que chegou com a família, e contou o que tinha ocorrido.

Policiais de várias regiões estão fazendo buscas, mas até agora nem o brasileiro, nem o carro dele, um Mitsubishi, cor prata, folha ABO 365, foram encontrados. Até agora também não foi pedido resgate.

Leia mais: https://www.ultimahora.com/dan-conocer-mas-detalles-robo-y-toma-rehen-brasileno-n2890163.html

3 comentários
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *