Sem categoria

Foz do Iguaçu vai seguir Decreto Estadual e cidade retorna à fase 1 da quarentena

O prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro, informou na noite desta terça-feira (30), durante a live diária, que o município irá seguir, a partir desta quarta-feira (1), a orientação do Governo do Estado que, por meio de um Decreto, determinou a ampliação das restrições em algumas regiões do Paraná, inclusive Foz do Iguaçu, na tentativa de conter a propagação do Covid-19.

As medidas valem inicialmente, por 14 dias.

A partir desta quarta-feira (1), apenas os serviços essenciais serão mantidos na cidade. O Decreto prevê ainda restrições quanto ao transporte público e à movimentação nos supermercados.

A ampliação das restrições, segundo o Prefeito, não estão descartada.

Chico Brasileiro disse que apesar das dúvidas, Foz irá cumprir rigorosamente o decreto estabelecido pelo Governo. O Prefeito informou também que várias dúvidas serão esclarecidas nesta quarta-feira, junto ao governo estadual.

Chico reiterou que o Decreto estabelece o fechamento do comércio a partir de amanhã (1), por 14 dias.

O Prefeito afirmou que “a evolução da doença demonstra que é preciso tomar essas atitudes que são pela vida. Apesar do impacto econômico, estamos pensando em preservar vidas e preservar um sistema de saúde que possa ser capaz de atender às pessoas”.  

“Então a partir de amanhã, o transporte coletivo é apenas para funcionários de serviços essenciais. As barreiras sanitárias instaladas no Morumbi, no Portal da Foz e no Cidade Nova deixam de funcionar porque não estamos mais adotando a estratégia regionalizada. Agora pensamos na cidade toda. Mesmo assim, os trabalhos de fiscalização, orientação e monitoramento permanecem, de maneira até mais rigorosa”, disse o Prefeito.

Chico disse que as restrições também serão adotadas na Prefeitura, mas que os serviços de informação e orientação relacionados ao Covid-19, continuam, assim como os serviços essenciais.

O Prefeito encerrou a Live pedindo o apoio dos comerciantes, empresários e dos moradores de Foz para que “se concentrem nesse esforço coletivo para proteger a cidade e para que Foz possa sair disso tudo mais forte”.

Confira o Decreto Estadual na íntegra.

Cris Loose

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *