Sem categoria

Receita Federal destina 1.200 smartphones à Universidade Estadual do Paraná (Unespar)

Os produtos apreendidos resultam de fiscalizações realizadas na região pela Receita Federal e órgãos de segurança.

(Foto: Receita Federal)

Nesta sexta-feira (03), a Alfândega da Receita Federal em Foz do Iguaçu destinou, de acordo com a legislação vigente, 1.200 smartphones à Universidade Estadual do Paraná – Unespar. Os eletrônicos serão utilizados no programa de aulas remotas da Universidade.

As atividades acadêmicas presenciais da Universidade estão suspensas desde o dia 17 de março de 2020 para que seja mantido o distanciamento social recomendado pelas autoridades sanitárias. Porém, o calendário acadêmico não foi suspenso e a instituição busca flexibilizar as atividades de ensino por meio de aulas online/remotas.

Segundo o reitor Antônio Carlos Aleixo, cerca de 10,5% (1.155) dos estudantes da Unespar não possuem computadores ou qualquer outro equipamento de comunicação com internet. Esta situação dificulta a inclusão destes alunos às atividades remotas realizadas na Universidade.

A Unespar é uma autarquia estadual, composta por sete campi, distribuídos nos municípios de Apucarana, Campo Mourão, Curitiba, Paranaguá, Paranavaí e União da Vitória, e possui aproximadamente 11 mil estudantes distribuídos em 70 cursos de graduação e 10 cursos de pós-graduação em nível de mestrado. Os servidores somam aproximadamente 950 docentes e 120 agentes universitários.

Os eletrônicos foram avaliados em R$ 786,7 mil e serão patrimoniados na Universidade. Mesmo após o retorno das aulas presenciais, os equipamentos continuarão à disposição da instituição.

Neste momento de calamidade pública, a ALF/Foz do Iguaçu continua trabalhando de forma ininterrupta para o bem-estar social. Os postos de fiscalização e as equipes volantes seguem no combate aos crimes transfronteiriços, o Centro de Atendimento aos Contribuintes – CAC recebeu reforços e os bens apreendidos continuam sendo destinados para auxiliar no combate à Covid-19.

Com informações da Receita Federal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *