Sem categoria

Financiada por Itaipu, Ponte da Integração vai receber peça gigantesca de 60 toneladas

(Foto: Demuth Estruturas)

Primeira de duas vigas longarina deve chegar ao canteiro de obras nesta quarta-feira (15). No momento, a obra emprega quase 470 trabalhadores.

O canteiro de obras da Ponte da Integração Brasil-Paraguai, em construção sobre o Rio Paraná, entre Foz do Iguaçu (PR) e Presidente Franco (Alto Paraná), deve receber nesta quarta-feira (15) a primeira de duas das maiores peças da estrutura, chamadas de “vigas longarina”. Cada peça tem 20 metros de comprimento e 60 toneladas.

A Itaipu financia esta obra e, também, a de outra ponte, entre Porto Murtinho (MS) e Carmelo Peralta (PY), sobre o Rio Paraguai, esta segunda representando a sonhada ligação entre os oceanos Atlântico (Porto de Santos) e Pacífico, via portos do Chile.

“Ambas vão garantir novos nichos de mercado e movimentar grande parte da riqueza de brasileiros e paraguaios, contribuindo para a integração do Mercosul”, diz o diretor-geral brasileiro de Itaipu, Joaquim Silva e Luna.

Para o diretor-geral paraguaio, Ernst Bergen, a construção das duas pontes, após mais de 50 anos da abertura da Ponte da Amizade, “representa a vontade de dois países que concordaram em transformar energia em desenvolvimento do seu povo”. “Com essas duas novas conexões terrestres, estamos ampliando a possibilidade de uma maior integração produtiva do Paraguai e do Brasil com o resto dos países da região e do mundo, buscando uma melhor qualidade de vida para nossos povos”, ressalta.

Peças

As peças foram fabricadas pela empresa Demuth Estruturas Metálicas, na região metropolitana de Porto Alegre (RS). A primeira já está a caminho de Foz do Iguaçu, em veículo especialmente preparado para suportar o peso da estrutura; a segunda sairá da capital gaúcha nos próximos dias, com previsão de chegada no sábado (18).

(Foto: Demuth Estruturas)

As vigas longarinas serão aplicadas nas chamadas “aduelas de arranque”, ou “nariz de arranque”, que são estruturas de sustentação da pista de rolamento. O consórcio Construbase–Cidade–Paulitec, responsável pela obra, informou que a montagem das aduelas deve começar na próxima semana.

Andamento das obras

Até esta terça-feira (14) foram concluídos 26,2% da construção da ponte, considerando as frentes nas margens brasileira e paraguaia. No momento, a obra emprega quase 470 trabalhadores. No Brasil, o trabalho começou antes e está um pouco mais adiantado – porém, no geral, a execução está dentro do cronograma. A previsão é que a ponte esteja pronta em meados de 2022.

26,2% da obra já foram concluídos. (Foto: Consórcio Construbase-Cidade-Paulitec)

Como será

A futura ponte internacional terá 760 metros de comprimento e será do tipo estaiada, com vão-livre de 470 metros. Contará com pista de 3,7 metros de largura em cada faixa, acostamento de 3 metros e calçada de 1,70 metro.

Parcerias

A nova ponte entre Brasil e Paraguai é uma obra do governo federal, com gestão do governo do Estado (por meio do Departamento de Estradas de Rodagem – DER) e recursos de Itaipu Binacional. Serão investidos aproximadamente R$ 463 milhões, considerando a estrutura, as desapropriações e a construção de uma perimetral no lado brasileiro.

A nova estrutura será importante para desafogar o tráfego na Ponte da Amizade, facilitar o transporte de cargas na região, trazer mais segurança, benefícios socioeconômicos e mais conforto para os diferentes públicos que fazem diariamente a travessia entre os dois países.

Sonho antigo

A segunda ponte sobre o Rio Paraná é um sonho antigo, de brasileiros e paraguaios. As negociações entre o Brasil e o Paraguai começaram em 1992, mas ao longo dos últimos anos muitos percalços impediram sua concretização.

A pedra fundamental da Ponte da Integração Brasil foi finalmente lançada em maio de 2019, pelos presidentes Jair Bolsonaro e Mario Abdo Benítez, em nome da amizade entre os dois países.

Com informações da Itaipu Binacional

Um comentário
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *