Sem categoria

Governo do Estado mantém recomendação de isolamento social

(Foto: AEN)

O Governo do Estado mantém a recomendação do isolamento social e reforça a necessidade da adoção de medidas preventivas em todas as regiões do Paraná para conter a pandemia do novo coronavírus. O alerta foi feito pelo secretário estadual da Saúde, Beto Preto, nesta quarta-feira (15).

Ele destaca que o Paraná ainda não atingiu o pico da doença e o Estado mantém em vigor o decreto 4.230/20, que baliza as referências para enfrentamento da Covid-19. “Temos contágio, transmissão comunitária e precisamos da colaboração da sociedade para manter um equilíbrio”, afirmou.

Beto Preto reforçou que o governo estadual quer atuar em parceria com as prefeituras, instituições setoriais, empresas e a própria sociedade para enfrentar o avanço do novo coronavírus. “Temos que continuar nos adaptando, tomando decisões em conjunto”, declarou.

O secretário destaca que a quarentena restritiva, determinada pelo decreto 4942/20 em sete regionais de Saúde (Cascavel, Curitiba e Região Metropolitana, Toledo, Foz do Iguaçu, Cianorte, Londrina e Cornélio Procópio), ajudou a desacelerar a pandemia no Paraná, mas que os dados técnicos diários da vigilância precisam continuar orientando as ações em todos os municípios.

Isolamento – O secretário salientou que a adesão às determinações do decreto 4.942 ficou abaixo do esperado e que a taxa de isolamento social não alcançou o nível desejado. Entre os dias 1º e 13 de julho, a média foi de apenas 41,3%, um avanço tímido se comparado às duas últimas semanas de junho.

A meta ainda é alcançar uma média de pelo menos 50% de isolamento no Paraná. “Essa quarentena ajudou a desacelerar o contágio. Vamos chegar no dia 20 de julho com os números previstos para o dia 12. Controlamos a subida da curva, mas temos insistido nessa questão porque ainda não chegamos em um patamar ideal”, acrescentou o secretário.

Equilíbrio – Beto Preto também disse que a quarentena restritiva foi importante para equilibrar os estoques dos medicamentos analgésicos, com a interrupção das cirurgias eletivas, e para aumentar a margem de tempo para o Paraná ampliar a oferta de leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) nas quatro macrorregiões de Saúde.

Leia mais: http://www.aen.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=107894&tit=Governo-do-Estado-mantem-recomendacao-de-isolamento-social

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *