Sem categoria

Preso no Paraguai suposto chefe do narcotráfico foragido do Brasil

(Foto: Senad)

O brasileiro Fabrício Santos Da Silva, também conhecido como “Guri” ou “Nené”, de 37 anos, foi preso na manhã desta terça-feira (4) em um luxuoso condomínio de Hernandárias, no Paraguai. Ele é considerado pelas autoridades do Brasil o chefe da organização “Os Manos”, do Rio Grande do Sul.

Fabrício foi condenado há mais de 70 anos de prisão, pela justiça brasileira, por envolvimento em diversos crimes como tráfico de drogas, homicídios e assaltos, informou a Senad.

Ele tinha sido preso em 2013 no Brasil, mas enquanto estava na prisão, teria liderado uma tentativa de fuga e acabou sendo transferido para uma prisão federal.

Em março deste ano, alegando ter uma enfermidade grave e ser paciente de risco, ele passou para a prisão domiciliar com uso de tornozeleira. Porém, acabou fugindo para o Paraguai.

De acordo com a Senad, Fabrício teria comprado uma fazenda em Mato Grosso, em parceria com outros sócios, com o objetivo de lavar o dinheiro proveniente do narcotráfico. Segundo dados da Polícia, ele operava em associação com o PCC.

A casa onde Frabrício foi preso, em Hernandárias. (Foto: Senad)

Fabrício foi preso na manhã desta terça-feira (4) em uma casa luxuosa na região mais cara de Hernandárias, vizinha a Cidade do Leste, na fronteira com o Brasil. O condomínio tem um porto provado e uma lagoa artificial.

Atualização – No fim da manhã, Fabrício foi entregue às autoridades brasileiras, em Foz do Iguaçu. (Atualizado às 12h00)

Momento em que Fabrício foi entregue para a Polícia Federal, na Ponte da Amizade. (Foto: Gentileza)

Com informações da Senad

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *