Sem categoria

Covid-9: UNILA já realizou mais de 10 mil exames e 12 mil atendimentos para a comunidade

Desde o início da pandemia, a UNILA tem sido um importante ator no combate à Covid-19. De forma conjunta com a Prefeitura, a Universidade atua – por meio de seus professores, alunos e técnicos – em várias frentes de trabalho, oferecendo atendimento qualificado e gratuito para a população do município. Hoje, quase cinco meses após a confirmação do primeiro caso, já é possível quantificar o impacto dessas ações em Foz do Iguaçu.

Plantão Telefônico – A principal estratégia para a atenção em saúde durante o período de pandemia é por meio do Plantão Telefônico Covid-19 e da Telemedicina, que oferecem atendimento e acompanhamento remoto, evitando deslocamentos desnecessários e a sobrecarga dos serviços de emergência com casos leves.

Os serviços foram implantados por meio de uma parceria entre a UNILA, a Secretaria Municipal de Saúde, a Secretaria Municipal de Tecnologia da Informação e a Fundação Municipal de Saúde.

O serviço do Plantão Covid-19 é realizado por meio de uma central telefônica instalada no Hospital Municipal e que opera 24 horas por dia e sete dias por semana. Mais de 170 alunos e cinco docentes do curso de Medicina trabalham, em regime de revezamento, oferecendo orientações sobre sintomas e prevenção da Covid-19.

De março a julho, foram 12.612 atendimentos telefônicos. Destes, apenas 1.877 (18,6%) precisaram ser encaminhados para o atendimento presencial.

(Fotos: Unila/Divulgação)

Telemedicina – Já na Telemedicina, foram registrados 4.564 atendimentos, entre consultas a sintomáticos respiratórios e acompanhamento diário de pacientes com Covid-19.

Os casos que precisam de mais atenção são encaminhados para a Telemedicina, serviço que é operado por 13 médicos da rede pública de saúde. “A Telemedicina permitiu, ainda, que colegas médicos com risco para adoecimento grave pela Covid-19 permanecessem atendendo pacientes de forma virtual, dando, assim, a sua contribuição para o combate desta pandemia”, acrescentou Flávia, que coordena o projeto de teleatendimento.

Para Flávia Trench, que é infectologista e docente do curso de Medicina da UNILA, os serviços possibilitam a detecção precoce de sinais de agravamento de pacientes.

“Isso permite encaminhá-los para atendimento ou internação precoce. Considero que essa ação foi decisiva para determinar as baixas taxas de letalidade da Covid-19 em nossa cidade, muito inferiores às registradas no estado do Paraná (2,45%), no país (3,80%) e no mundo (4,26%)”, afirmou.

De acordo com o boletim de terça-feira (4) da Vigilância Epidemiológica, o índice de letalidade da doença era de 0,93% no município.

No laboratório, mais de 10 mil exames para detectar Covid-19 – O trabalho também tem sido intenso no Laboratório de Biologia Molecular, montado no Hospital Municipal em parceria com a UNILA. Na última semana, a equipe do laboratório processou o exame de número 10 mil de detecção da Covid-19. Na terça-feira (4), a contagem de exames de RT-PCR, considerado o padrão-ouro no diagnóstico do novo coronavírus, já estava em 11.407.

(Foto: Unila/Divulgação)

A professora Maria Leandra Terencio coordena a equipe do laboratório. São 13 pessoas entre docentes e alunos dos cursos de Biotecnologia e Medicina, além de quatro servidores técnico-administrativos da Secretaria de Apoio Científico e Tecnológico (SACT) da UNILA. O grupo trabalha, em regime de revezamento, exclusivamente na análise de amostras de pacientes suspeitos de Covid-19, das 9h à 1h da manhã.

Contribuição – Além da contribuição para a comunidade de Foz do Iguaçu, o Laboratório de Biologia Molecular vem sendo um importante aliado para a capacitação profissional dos alunos do último período de Biotecnologia, que têm a oportunidade de acompanhar todas as etapas do exame RT-PCR.

Leia mais: https://portal.unila.edu.br/noticias/em-4-meses-de-combate-a-pandemia-unila-ja-ultrapassou-os-10-mil-exames-para-detectar-covid-19-e-realizou-12-mil-atendimentos-para-a-comunidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *