Sem categoria

Aventuras no Iguaçu – O Rito de Passagem

Arte final da capa do livro. (Foto: Divulgação)

O guia de turismo e escritor Gabriel Boya aproveitou a quarentena para tirar da gaveta um projeto bem especial. Em um primeiro momento ele chegou a pensar que o lançamento do livro Aventuras no Iguaçu – O Rito de Passagem  poderia ser prejudicado pela questão da pandemia e do distanciamento social, mas como esse trabalho vem sendo amadurecido e executado há pouco mais de 18 meses, nada melhor que aproveitar o que resta de 2020 e levar boas histórias para as pessoas.

“Acredito que temos direito a uma boa distração, a boas risadas e a ouvir boas histórias. É isso que oferecemos com a saga de Pedro e Kakau, dois jovens aventureiros, imbatíveis e astutos, que convidam o leitor para uma aventura”, afirma Boya.

Para o autor, que desde sempre se dedicou a arte do entretenimento, seja trabalhando na indústria do turismo ou escrevendo, o objetivo é um só: alegrar os corações das pessoas.  

Sobre o livro ele dá uma dica: “Leia como se assistisse a um filme”.

Kakau e Pedro

Sem dar spoiler, Boya adianta que Kakau e Pedro, são dois jovens irmãos de família humilde, dotados de inteligência acima da média, que vivem aventuras futurísticas no congelante inverno de 1975, na pacata cidade de Foz do Iguaçu.

“Nunca pense, porém, que atravessar fronteiras e encarar caronas em estradas empoeiradas poderiam deter esses dois, pelo contrário. O gosto pela aventura, a batalha contra o medo e a sede de aprendizado fazem parte dessa novela juvenil que desvenda as múltiplas faces da região que abriga uma das mais deslumbrantes paisagens do planeta: as Cataratas do Iguaçu”, conta.

O escritor ainda relata que “numa rara mistura de sorte e oportunismo, a dupla desvenda mistérios e viaja pela selva missioneira de maneira inusitada, além de se divertir como dois adolescentes, praticando seus esportes preferidos”.

O autor

Grabiel Boya (Foto: Divulgação)

Ademir Gabriel Paz, o GABRIEL BOYA, tem 56 anos, é paranaense de Moreira Sales, iguaçuense de coração e cidadão do mundo. Mudou-se para Foz junto com a família aos 6 anos de idade.  

Na década de 1980, iniciou sua carreira profissional como guia local no turismo de Foz do Iguaçu. Sempre se interessou por idiomas e domina o inglês desde os 18 anos. Posteriormente estudou espanhol por acreditar que “portunhol” não se tratava de idioma efetivo e atualmente é acadêmico de Letras na UDC-Foz.

Considerando que a indústria do turismo não se resume somente aos serviços dos guias,  atuou também nos bastidores, ocupando cargos de operação, coordenação, gerência  operacional e geral e cargos técnicos em agências de turismo. Dentro do Parque Nacional do Iguaçu atuou desenvolvendo atividades de trekking, bike ridind, e outros esportes.

Pré-venda

Para publicar o livro, no entanto, Boya está fazendo a pré-venda dos exemplares pela internet. Ele pretende imprimir 300 exemplares (cada um com cerca de 100 páginas) a um custo total aproximado de quase R$ 9.000,00. Quem estiver curioso para participar dessa aventura, pode apoiar. É só clicar AQUI.

(Foto: Divulgação)

Cris Loose, com Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *