Sem categoria

Quatro tartarugas marinhas são devolvidas ao mar pelo Laboratório de Ecologia e Conservação da UFPR

Soltura de tartarugas marinhas. (Fotos: LEC/UFPR)

O Laboratório de Ecologia e Conservação (LEC) da Universidade Federal do Paraná (UFPR) reabilitou e devolveu à natureza quatro tartarugas marinhas. A soltura, que aconteceu nesta segunda-feira (10) em  Pontal do Paraná, foi possível depois depois que os animais passaram por um período de tratamento no Centro de reabilitação, despetrolização e análise de saúde da fauna marinha (CReD).

As tartarugas, três da espécie tartaruga-verde (Chelonia mydas) e uma tartaruga-cabeçuda (Lepiretta), foram encontradas pela população encalhadas no litoral paranaense e debilitadas. No CReD elas passaram por exames, limpeza do casco, restabelecimento da hidratação e, através de uma alimentação balanceada, ganharam peso suficiente para o retorno à natureza. As quatro receberam microchips de identificação.

Lepiretta – Ao chegar no LEC, a tartaruga-cabeçuda, espécie distinta das demais, chamou a atenção da equipe pela coloração amarelada e morfologia incomum. Os pesquisadores ficaram com dúvidas sobre a espécie e origem do animal e, após análises e consulta a especialistas, descobriram que se tratava de uma espécie híbrida, com cor e peso de diferentes espécies.

De janeiro a agosto de 2020, o laboratório registrou aproximadamente 60 tartarugas marinhas. A história completa da Lepiretta pode ser acompanhada no programa Informar, produzido pelo LEC.

Projeto – O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural na Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama. 

Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos. 

O PMP-BS é realizado desde Laguna/SC até Saquarema/RJ, sendo dividido em 15 trechos. O Laboratório de Ecologia e Conservação da UFPR monitora o Trecho 6, compreendido entre os municípios de Guaratuba e Guaraqueçaba.

Leia mais: https://www.ufpr.br/portalufpr/noticias/quatro-tartarugas-marinhas-sao-reabilitadas-e-devolvidas-ao-mar-pelo-laboratorio-de-ecologia-e-conservacao-da-ufpr/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *