Sem categoria

Educadores do Município de Foz do Iguaçu dizem “não” ao retorno das aulas em 2020

No total, 1.137 profissionais que atuam na Rede Pública Municipal responderam à pesquisa aplicada pelo sindicato que representa a categoria; 96,4% são contrários à volta às aulas.

O Sindicato dos Professores e Profissionais da Educação da Rede Pública Municipal de Foz do Iguaçu (SINPREFI) encerrou nesta quinta-feira (20), às 15h, uma pesquisa online com professores, coordenadores, diretores, secretários, agentes de apoio e merendeiras sobre uma suposta possibilidade de retorno às aulas ainda em 2020.

No total, 1.137 profissionais responderam ao questionário e 96,4% deles manifestaram que são contra o retorno das aulas presenciais este ano.

“Essa pesquisa respalda a posição do nosso sindicato,” reforça a presidente do SINPREFI, Marli M. de Queiroz. Segunda ela, “o resultado é exatamente o que se esperava: a grande maioria dos profissionais, quase unanimidade, não quer o retorno das aulas presenciais neste momento”.

Os resultados foram apresentados na segunda reunião por videoconferência do recém-criado Comitê Municipal de Gerenciamento e Retorno às Aulas Presenciais em Foz do Iguaçu (CMGRAP), na manhã desta sexta-feira (21).

A criação desse comitê foi uma das sugestões feitas pelo SINPREFI em ofício encaminhado à Secretaria de Educação de Foz do Iguaçu, ainda em junho deste ano, cobrando proteção à saúde dos profissionais da Educação do município durante atividades remotas iniciadas em 4 de maio.

Durante os nove dias em que a pesquisa foi aplicada, o SINPREFI também promoveu uma Live com a médica infectologista que atua na linha de frente de combate ao Coronavírus em Foz, dra. Flávia Trench. Ela esclareceu quais são as recomendações de saúde para um suposto retorno às aulas e alertou: “Quando retornarem às aulas, um terço da população de Foz do Iguaçu estará circulando. Hoje, estão protegidos em casa.”

Com informações da Assessoria de Imprensa do Sindicato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *