Covid-19Paraguai

Cidade do Leste apresenta estudo para desenvolver estratégias de combate ao Covid-19

O prefeito de Cidade do Leste, Miguel Prieto, apresentou esta segunda-feira (24), os resultados de uma pesquisa  domiciliar sobre o Covid-19. (Foto: MCDE)

A pesquisa foi feita com o objetivo de dar um panorama real da expansão do coronavírus no município, e propor estratégias sanitárias e econômicas para a região.

A apresentação foi realizada na Casa da Cultura e contou com a participação de vários secretários municipais.

O prefeito Miguel Prieto destacou que o estudo foi realizado com base na experiência de Foz de Iguaçu, com a intenção de cooperar com o Ministério da Saúde do Paraguai. Ele esclareceu que não busca polemizar ou divulgar dados irresponsáveis, mas fechar um acordo de cooperação com Foz de Iguaçu e avançar na reabertura da Ponte da Amizade.

O Prefeito indicou que Foz tem um panorama por bairros e destacou que Cidade do Leste tem condições de fazer uma algo semelhante com a cooperação de universidades públicas e privadas, e assim aliviar o fardo dos médicos que estão sobrecarregados e cansados.

Prieto acrescentou que o setor privado, que movimenta a economia, está morrendo em Cidade do Leste, que os hospitais estão em colapso e que há 64 mil desempregados, segundo os dados do estudo apresentado.

“Precisamos desesperadamente voltar ao trabalho”, disse o prefeito, destacando que com os dados coletados, a expectativa é que as autoridades nacionais busquem soluções.

Ele anunciou que nesta terça-feira haverá um novo encontro virtual com as autoridades de Foz de Iguaçu para trocar informações sobre os leitos de terapia intensiva na cidade brasileira, onde a curva de contágio já está descendo.

Em Cidade do Leste, o sistema de saúde já está em colapso, afirmou. “O objetivo principal é a reabertura da Ponte da Amizade”, disse o prefeito Miguel Prieto Vallejos.

“Colocamos essa experiência, esse conhecimento à disposição do Ministério da Saúde para que esse modelo possa ser replicado em outras partes do país”, disse.

A pesquisa – A pesquisa foi realizada por 20 jovens universitários sob a coordenação da Diretoria de Planejamento do Município. Um total de 1.170 domicílios de Cidade do Leste foram visitados e 5.250 pessoas foram entrevistadas.

A pesquisa indica que 18% das residências já registraram casos de Covid-19. Aponta também que 82% da população ainda não foi infectada. De todas as pessoas que contraíram a doença, de acordo com esta pesquisa, 40% responderam que não buscaram ajuda médica. 

Sobre o impacto econômico que a pandemia está gerando até o momento, a pesquisa indica que 21% das pessoas perderam o emprego, o que significa uma redução de renda de 460 mil dólares por mês na região. 

O relatório com os dados será enviado a Décima Região de Saúde, que cobre Alto Paraná..

Com informações da Diretoria de Comunicação-MCDE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *