BrasilParanáSem categoria

Mais de 60 empresas serão beneficiadas pelo Programa de Integração Universidade Empresa

A lista dos selecionados já saiu. (Foto: PTI)

O Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR) divulgou nesta sexta-feira, 28, a lista de propostas aprovadas pelo Programa de Integração Universidade empresa. Ao todo, mais de cem empresas iguaçuenses se inscreveram no Edital de seleção.

Destas, 69 foram aprovadas e vão atuar em parceria com 169 estudantes, que receberão bolsa-auxílio de até R$ 800,00. A lista completa dos projetos está disponível AQUI.

Segundo Lívia de Oliveira Miranda, representante responsável por supervisionar o andamento dos trabalhos na empresa, essa atuação conjunta vai beneficiar não só os envolvidos diretos, mas o município em um contexto geral.

“Os estudantes vão ganhar com a vivência prática do mercado de trabalho; a empresa deve ganhar com o conhecimento acadêmico e a disponibilização de um novo produto; já o município será beneficiado com a coleta e descarte correto desses resíduos – que é um dos entraves do setor; e a população desses condomínios e empreendimentos terá uma opção correta e confiável para descarte”, detalhou Lívia.

A supervisora destacou ainda que, se tudo der certo, com a renda gerada pelo Projeto será possível recontratar ou contratar novos funcionários que precisaram ser desligados por conta dos impactos econômicos da pandemia.

Os estudantes serão orientados pelo professor Ricardo Allebrandt, da UDC.

Para o Diretor de Negócios e Inovação do PTI-BR, Rodrigo Regis de Almeida Galvão, o Parque Tecnológico tem como papel fundamental realizar a conexão entre as instituições de ensino e as empresas “pensando na geração de riquezas e novas oportunidades de negócios para a população de Foz do Iguaçu e Região”.

A seleção das empresas – Os empreendedores tiveram apenas 20 minutos para transmitir a uma banca de avaliadores projetos de negócios que muitas vezes levaram meses ou anos para serem construídos. Foram 15 propostas participantes no Demoday, evento organizado pelo Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR), com a finalidade de, ao final do processo de avaliação, direcionar investimentos de até R$ 100 mil para a aceleração de cinco projetos.

Os 15 empreendedores de três estados – Paraná, Minas Gerais e Rio de Janeiro – participaram do edital de Inovação Corporativa, com soluções voltadas ao auxílio da retomada do crescimento econômico devido aos efeitos da pandemia do coronavírus, uma das ações do PTI no Programa Acelera Foz.

Foram três apresentações nas temáticas de Turismo, Saúde e Educação, e Varejo e Indústria; cada uma com cinco propostas e uma banca de avaliadores, que reuniu representantes do Sebrae, Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), Hospital Municipal Costa Cavalcanti, Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Porto Digital, Codel – Instituto de Desenvolvimento de Londrina, Hards Aceleradora, Darwin Startups, Start Aceleradora, Prognus Soluções Livres e I.PRO Estratégia Organizacional.

Propostas vencedoras – A TARS e a SII Smart foram selecionadas com soluções na área de turismo. Ainda no primeiro dia do Demoday, foram feitas as apresentações na área de Educação e Saúde, nas quais a Mogna e a Quality foram escolhidas para a próxima etapa. A AIS Ambientes Virtuais, Um Bom App e a EVAH.io foram as empresas do segundo e último dia do Demoday que passaram à etapa seguinte da avaliação.

A inserção dos negócios locais no meio virtual é o objetivo do projeto da EVAH.io, que, conforme explicou o fundador da empresa, Thiago Barroncas, além de desenvolver a plataforma digital, envolve também  orientações relacionadas ao planejamento e estratégias para aquisição de novos clientes.

Entre os critérios analisados pelos avaliadores para a seleção das sete empresas, estiveram faturamento, portfólio de clientes, maturidade e potencial de impacto e econômico da solução, e tempo estimado para adequação e/ou implementação.

Até o dia 8 de setembro, os empreendedores deverão enviar ao Parque Tecnológico seus planos de trabalho. A formalização dos repasses está prevista entre os dias 21 e 25 de setembro e os primeiros repasses devem acontecer ainda no início de outubro.

O Programa – O Programa Integração Universidade empresa integra as ações do Programa Acelera Foz e tem como objetivo contribuir com a retomada econômica pós período de pandemia – através do desenvolvimento de soluções para micro, pequenas e médias empresas, além de diminuir a evasão de estudantes universitários, tanto da graduação como da pós-graduação, por meio da oferta de bolsas na modalidade Pesquisador na Empresa.

Com informações do PTI-BR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *