Paraná

Hospital mantido por Itaipu ativa mais dez leitos de UTI para Covid-19

Cinco deles serão ativados dentro da própria estrutura do HMCC, passando de 25 para 30. Outros cinco serão contratados no Hospital Madre de Dio, de São Miguel do Iguaçu. (Foto: Kiko Sierich)

O Hospital Ministro Costa Cavalcanti (HMCC), mantido pela margem brasileira da usina de Itaipu, está ativando mais cinco leitos na ala exclusiva de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Covid-19 e contratando mais cinco de retaguarda no Hospital Madre de Dio, de São Miguel do Iguaçu, para atendimento em situações de sobrecarga nas instituições hospitalares de Foz do Iguaçu.

Os cinco leitos de retaguarda estarão à disposição tanto para pacientes do HMCC, quanto do Hospital Municipal Padre Germano Lauck, aumentando para 75 o número de leitos de UTI para internação de pacientes de Foz do Iguaçu e região. Atualmente, o total de leitos de UTI ocupados no HMCC está em 76%; no Hospital Municipal chegou a 100%.

Segundo o diretor superintendente do Hospital Ministro Costa Cavalcanti, Fernando Cossa, o reforço oferecido pela unidade hospitalar e por Itaipu é para garantir um tratamento mais efetivo da doença. “Essa é mais uma ação do HMCC e da Itaipu para humanizar e tornar o atendimento mais eficiente neste momento de grave crise vivida com a pandemia”, disse.

Administração das vagas – A regulação dos leitos de retaguarda será feita pelo HMCC. Sempre que houver a necessidade de internamento e ofertas de vagas, o Hospital Costa Cavalcanti usará o serviço contratado.

Com informações da Itaipu Binacional 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *