Paraná

Adapar orienta sobre proibição de agrotóxicos com Paraquat

A proibição, determinada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), passa a valer a partir do dia 22 deste mês. (Foto: AEN)

A Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) está intensificando as orientações a produtores rurais e comerciantes sobre a proibição do uso e comercialização de agrotóxicos com o ingrediente Paraquat. A proibição, determinada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), passa a valer a partir do dia 22.

Esse produto é classificado como extremamente tóxico. A partir do final de 2017, a Anvisa impôs restrições à aplicação de agrotóxicos com ingrediente ativo Paraquat para algumas culturas e equipamentos de aplicação. Entre as restrições, consta que as aplicações só podem ser feitas por meio de tratores com cabine fechada, evitando o contato dos aplicadores com a substância.

Em 2018, o Paraquat deixou de ser comercializado em embalagens inferiores a cinco litros. Neste ano, o dia 22 de setembro vai marcar a proibição definitiva do uso e comercialização do produto em todo o território nacional, independente da cultura ou da forma de aplicação.

Para garantir o cumprimento das resoluções da Anvisa no Paraná, a Adapar, que já vem orientando os produtores e comerciantes sobre as restrições e proibição desse ingrediente ativo desde 2017, reforçou as orientações. “Estaremos atentos para que ocorram as fiscalizações e o acompanhamento nessa fase final”, explica o gerente de Sanidade Vegetal da Agência, Renato Rezende Young Blood.

Os agrotóxicos encontrados a partir dessa data com comerciantes ou usuários serão interditados e os fabricantes notificados a recolher o produto. Se for constatado comércio, prescrição ou uso, os responsáveis ficarão sujeitos a penalização.

Para mais informações, clique AQUI. 

Com informações da AEN 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *