Covid-19Paraguai

Sequestro no Paraguai: vítima liberada testou positivo para Covid-19

Adelio Mendoza testou positivo para Covid-19 e situação do ex-vice-presidente, Óscar Denis, que continua em cativeiro, preocupa. (Foto: IP)

Adelio Mendoza, sequestrado na semana passada pelo grupo criminoso que se autodenomina Exército do Povo Paraguaio (EPP) junto com o ex-vice-presidente Oscar Denis, apresentou resultado positivo para coronavírus, conforme confirmado pelo ministro da Saúde Pública, Julio Mazzoleni.

A confirmação torna ainda mais preocupante a questão relacionada ao estado de saúde do político.

Numa conferência de imprensa em que estava acompanhado pelo Ministro do Interior, Euclides Acevedo, o Ministro Mazzoleni manifestou a preocupação do Governo com a saúde do político, que ainda está em cativeiro.

Óscar Denis tem 74 anos e enfrente vários problemas de saúde. Ele teria entrado em contato com Adelio segundo os depoimentos do jovem recém-libertado.

Nesse sentido, o Ministro Acevedo indicou que a busca será intensificará. “É sempre uma combinação extremamente sensível e delicada quando a vida está em jogo, porque a prioridade é resgatar o Denis vivo.

O ministro Mazzoleni confirmou que Adélio está bem de saúde, embora haja um relato inicial de dores musculares. ainda não se sabe se as dores estão relacionadas com a situação recente ou ao vírus.

“O teste de PCR deu positivo e os testes de anticorpos foram negativos, esta combinação sugere que é uma condição ativa, embora ele esteja com boa saúde, não há sintomas respiratórios. 

Mazzoleni informou que uma equipe da Direção de Vigilância Sanitária está em Concepción para orientar, avaliar a rede de contatos  e determinar quais integrantes da Força Tarefa irão para para a quarentena e quem fará os exames necessários. Integrantes do Ministério Público e moradores que estiveram com Adélio, também serão avaliados. 

Com informações da Agência IP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *