BrasilCovid-19ParaguaiTríplice Fronteira

Comerciantes de Cidade do Leste convocam governo do Paraguai para abrir a fronteira

Os comerciantes do Alto Paraná anunciaram que darão ao governo do país vizinho, um prazo até a meia-noite desta quarta-feira (30) para definir a data para a reabertura da Ponte da Amizade. (Foto: IP)

Iván Airaldi, representante do setor das micro e pequenas empresas de Alto Paraná, destacou que se não houver data marcada nas próximas horas para a reabertura da Ponte da Amizade, os comerciantes farão um novo protesto na região.

“Amanhã (30) às 24h00 termina o prazo para que o Governo tome uma decisão. E que sejam ações reais”, afirmou.

O sindicato dos comerciantes de fronteira reivindica sinceridade do Poder Executivo, informou o jornalista do Ultima Hora Wilson Ferreira.

“Vamos fazer uma greve permanente, mas quero que vocês entendam que não é só Ciudad del Este”, alertou.

Ele explicou que uma mobilização está sendo preparada caso não haja resposta. Os acessos à Ponte da Amizade, assim como entre Encarnación e Posadas, e Salto del Guairá e Pedro Juan Caballero deverão ser fechados.

“Não é só CDE, toda a fronteira vai se manifestar em um único propósito, que é a reativação econômica, que é a abertura de fronteiras e condições de trabalho”, disse.

Airaldi descreveu o governo do presidente Mário Abdo como pouco sério, improvisado.

“Estamos cansados. Para nós é uma situação muito complicada e o Governo não entende a realidade desta situação, o impacto social que isso representa caso continue a mentir e a improvisar” disse, esclarecendo que “pedimos medidas urgentes para a reabertura da Ponte da Amizade e, acima de tudo, sempre nos colocamos à disposição para uma mesa de trabalho. Nunca negamos a vontade de fazer uma grande equipe público-privada de trabalho, com todos os sindicatos para auxiliar nesse processo”, mencionou.

Airaldi também disse que é preciso planejamento para que os comerciantes também possam se organizar.

A novela – Na semana passada, Mario Abdo Benítez anunciou que havia ordenado a abertura total da passagem de fronteira em Ciudad del Este através da Ponte da Amizade, mas na quinta-feira passada o governo brasileiro anunciou a prorrogação por mais 30 dias do fechamento da fronteira brasileira com os países vizinhos, o que incomodou os empresários.

No entanto, o anúncio fez a ressalva de que o trânsito livre entre as cidades gêmeas poderia ser habilitado, o que implicava que a reabertura da Ponte da Amizade era iminente. A preocupação do setor se deve ao fato de que quase uma semana após o anúncio não há data de reabertura.

Com informações do Última Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *