BrasilCovid-19Paraguai

Não há data para a reabertura da fronteira, afirma chanceler do Paraguai

(Foto: Agência IP)

O chanceler nacional, Antonio Rivas, explicou que as conversas em torno da forma como estaria sendo planejada a reabertura da fronteira do Paraguai depende dos protocolos que estão sendo ajustados, o que ainda não permite uma data provisória para falar em uma reabertura da Ponte da Amizade .

“Temos sido prudentes em falar sobre datas e processos de reabertura, porque devemos levar em conta que a decisão é dos presidentes dos dois países e, para eles, é muito importante reabrir as fronteiras de forma ordenada e segura”, disse, em entrevista à rádio 730 AM.

Sobre a reabertura gradativa da fronteira, Rivas mencionou que estão sendo realizadas reuniões com autoridades nacionais e locais para ver como isso se desenvolverá.

Antônio Rivas afirmou que vem conversando com o chanceler brasileiro sobre a data pendente e disse que está previsto um encontro entre o presidente do Paraguai, Mario Abdo, e o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro. Eles deverão definir a data da liberação gradual da Ponte da Amizade para o turismo de compras e os protocolos para essa retomada.

“É um assunto importante porque todas as fronteiras da América do Sul estão fechadas. Vamos começar a abrir com o Brasil aos poucos e é importante que isso seja bem feito”, disse o ministro.

Manifestações – A Associação dos Taxistas Unidos de Ciudad del Este informou que serão realizadas novas manifestações caso não haja uma resposta rápida para essa questão das fronteiras.

Com informações do La Nación

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.