Paraguai

O Paraguai arde em chamas

Moradores de Areguá foram retirados das casas; jovens se uniram para tentar conter o fogo nas proximidades da cidade. (Foto: Reprodução/Twitter) 

A Direção de Meteorologia do Paraguai informou esta sexta-feira (2) que neste mês de outubro ocorreram pelo menos nove registos históricos de temperaturas máximas em diferentes partes do país. As temperaturas registradas, na quinta-feira (1), foram extremamente altas, até as sensações térmicas chegaram a 45ºC no Paraguai.

O fim de setembro e o início de outubro também foram marcados por um grande número de incêndios florestais em todo o país. Mais de 5.200 focos de fogo foram relatadas, de acordo com relatórios oficiais.

Fumaça – Os incêndios provocaram uma densa fumaça que escureceu o céu de Assunção e Central durante a tarde desta quinta-feira (1).  Dado o grande número de incêndios florestais e da baixa qualidade do ar, o presidente da Sociedade Paraguaia de Pneumologia, José Fusillo, recomendou aos cidadãos, sempre que possível, o uso de máscaras com reservatório de oxigênio, principalmente nas áreas de incêndios, pelos riscos que os mesmos representam para a saúde.

Nessa situação, recomenda-se evitar atividades físicas ao ar livre ou que exijam esforços prolongados, a fim de evitar maiores problemas para a saúde.

O Ministério da Saúde Pública também divulgou um alerta epidemiológico para riscos e problemas de saúde em decorrência dos incêndios que estão registrados em território nacional.

Cidade foi evacuada – Ontem (1), um grande incêndio foi registrado em Areguá, Departamento Central. As chamas se espalharam por áreas habitadas e a população precisou ser retirada das próprias casas.  Jovens se uniram para tentar conter as chamas nas proximidades da cidade (foto em destaque).

A ação foi registrada e as fotos viralizaram na internet.  

Doações – Os bombeiros voluntários, que estão trabalhando duro há vários dias para combater os incêndios florestais, precisam urgentemente de doações de suprimentos.

Podem ser doado: água, alimentos não perecíveis, máscaras faciais, lenços, luvas de látex, energizantes, gelo, entre outros.

Ajuda internacional – O ministro da Secretaria Nacional de Emergências, Joaquín Roa, informou em entrevista coletiva que a Direção Nacional de Aeronáutica Civil (Dinac) coordenou a entrada e a chegada ao país de dois aviões que irão auxiliar nos combates aos incêndios.

Instituições do Estado e empresas do setor privado disponibilizaram telefones celulares de diversos tipos, para apoiar as tarefas de combate às chamas, informou o ministro Roa.

O Ministro do Interior, Euclides Acevedo, informou que será solicitada ajuda internacional para combater o grande número de incêndios florestais que afetam o território paraguaio. Já o presidente Mario Abdo confirmou que as binacionais Itaipu e Yacyretá entregarão 5 caminhões cada uma, com capacidade de transporte entre 10 mil e 20 mil litros. 

Com informações do Última Hora e da Agência IP

Um comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.