ArgentinaCovid-19Paraguai

Paraguai pede que Argentina avalie possível reabertura da fronteira

O presidente do Paraguai, Maro Abdo Benítez, já recebeu uma resposta do governo da Argentina. (Foto: Reprodução/IP)

O Paraguai pediu que a Argentina avalie a possível reabertura da fronteira entre os dois países, informou neste sábado o presidente da República, Mario Abdo Benítez.

Após a reabertura dos pontos de fronteira com o Brasil, o governo paraguaio pretende replicar a ação nas cidades localizadas na fronteira com a Argentina para reativar a economia.

O governo do Paraguai enviou um pedido, por meio do Ministério das Relações Exteriores, às autoridades do país vizinho, para iniciar as conversações sobre a abertura gradual das fronteiras. O Presidente confirmou neste sábado (17), que a Argentina respondeu que ainda não está preparada para enfrentar uma negociação desse tipo, levando em consideração a quantidade de infecções registradas na Argentina.

“Temos que respeitar a decisão do governo argentino. Dissemos que o Paraguai está preparado, pois temos uma situação epidemiológica que nos permite pensar em avançar para a reabertura das fronteiras. O Paraguai está pronto, mas obviamente respeitamos a decisão de um país soberano como a República Argentina ”, expressou Marito. 

Responsabilidade para seguir em frente  – O Presidente do Paraguai destacou que a reabertura da fronteira com o Brasil gera  esperanças para a retomada do comércio, da economia e do turismo.

“Devemos entender que o vírus ainda está presente e é contagioso e que representa uma ameaça ao nosso sistema de saúde, apesar de termos aumentado os leitos de terapia intensiva. Devemos cuidar da população mais vulnerável”, acrescentou.

Benítez reafirmou a importância de não relaxar com os protocolos e com os cuidados. “Devemos ser responsáveis”, afirmou Marito, que disse ainda que o engajamento dos cidadãos continua sendo a chave para a retomada da economia. 

Com informações da Agência IP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *